Teorias critica versos pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7505 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.6.7. Teoria crítica versus pesquisa administrativa

Quando analisa a indústria cultural, a teoria crítica - que denuncia a contradição entre indivíduo e sociedade
como um produto histórico da divisão de classes e que se opõe às doutrinas que descrevem essa
contradição como um dado natural - exprime, sobretudo, a sua tendência para tratar a mentalidade das
massas como um dado imutável,um pressuposto da sua própria existência.
O contraste radical entre a teoria crítica e as doutrinas que, sectorializando-se, não conseguem interpretar
os fenómenos sociais na sua complexidade, manifesta-se também se compararmos os estudos sobre os
mass media que se iam desenvolvendo na sociedade americana.
Já se observou que, segundo a teoria crítica, os métodos de pesquisa empírica nãopenetram na
objectivação dos factos nem na estrutura ou nas implicações do seu fundamento histórico; pelo contrário,
provocam a fragmentação do todo social «numa série de "objectos" artificialmente pedidos a várias ciências
especializadas. A principal característica do facto social, a sua dinâmica histórica, é a primeira a faltar»
(Rusconi, 1968, 261). Isso acontece também com a análise daindústria cultural: se o comportamento mais
comum de quem se ocupa do sector é estar atento para o não subvalorizar, é, porém, incontroverso que
«por amor ao seu papel social, são reprimidas ou, pelo menos, excluídas da chamada sociologia da
comunicação, perguntas embaraçosas acerca da sua qualidade, da sua verdade ou da sua falsidade e do
valor estético daquilo que ela comunica» (Adorno,1967, 10).
A pesquisa sobre os meios de comunicação de massa parece fortemente inadequada, porque se limita a
estudar as condições presentes, acabando por se inclinar para o monopólio da indústria cultural. Assim,
acontece que, para lá da fachada, a pesquisa trata essencialmente do modo de manipular as massas ou de
atingir melhor determinados objectivos inerentes ao sistema existente.«Naturalmente que, no âmbito do
Princeton Project, parecia não existir muito espaço para uma pesquisa social de carácter crítico. A
Fundação Rockefeller, que encomendara o projecto, ordenava expressamente que as pesquisas fossem
conduzidas dentro dos limites do sistema radiofónico comercial vigente nos Estados Unidos. Por
conseguinte, subentendia-se que o próprio sistema, as suas consequênciasculturais e sociológicas e os
seus pressupostos sociais e económicos, não deviam ser analisados» (Adorno, 1971, 261).
Pelo contrário, segundo a teoria crítica, é necessário discutir os objectivos: por exemplo, se a pesquisa
«administrativa» coloca a questão de como conseguir incrementar a audição da boa música, através dos
mass media, a teoria crítica defende que «não se deveria estudar ocomportamento dos ouvintes sem se ter
em consideração até que ponto esse comportamento reflecte mais amplos esquemas de comportamento
social e, mais ainda, até que ponto é condicionado pela estrutura da sociedade considerada como um todo»
(Adorno, 1950, 416). Numa estratégia de análise tão totalizante, são igualmente recusados os métodos da
pesquisa administrativa, as suas fontes normais dedados. «Aquilo que, segundo as normas predominantes
na pesquisa social, era axiomático e, mais precisamente, o partir das reacções dos indivíduos como se
fossem uma fonte primária de conhecimento sociológico, parecia-me completamente superficial e errado»
(Adorno, 1971, 261). Se a indústria cultural anula toda a individualidade e qualquer ideia de resistência, se
aquilo que triunfa é opseudo-individualismo, que, na realidade, mascara a aceitação excessiva dos valores
impostos, confiar nos espectadores como fontes credíveis de conhecimentos reais acerca dos processos
comunicativos da indústria cultural significa encobrir qualquer possibilidade de compreensão. A ilusão do
pseudo-individualismo deve reforçar «o cepticismo para com toda a informação de primeira mão recebida...
tracking img