Teorias antiautoritárias e a teoria da marginalidade

Teorias Antiautoritárias e a Teoria da Marginalidade

Índice

Página 1.........................................................................Introdução
Página2.............................................................Desenvolvimento
Página 3.............................................................Desenvolvimento
Página4.............................................................Desenvolvimento
Página 5.............................................................Desenvolvimento
Página 6.............................................................Desenvolvimento
Página7........................................................................Conclusão
Página 8.......................................................................Bibliografia

Introdução

A EscolaTradicional foi alvo de severas críticas, por utilizar-se de métodos hierárquicos e autoritários. A fim de reorganizar o sistema educacional, novas Escolas surgem introduzindo diferentes métodos eteorias, as chamadas Teorias Antiautoritárias.
As Pedagogias denominadas Tradicional, Nova e Tecnicista, tratam a escola e a marginalidade como diretamente relacionadas, porém cada Escola utiliza-se deprincípios e explicações diferentes para tal fenômeno.

Desenvolvimento

A Pedagogia que predominava entre os séculos XVI e XX na Europa era a Tradicional. Essa pedagogia se institucionalizou deforma mais complexa a partir do Renascimento e da Idade Moderna, quando, por exemplo, era exigido o confinamento dos alunos em internatos e a graduação em séries. Nesse momento, houve um aumento daatenção dada à escola, por meio dos interesses da burguesia nascente, que, tendo uma constituição familiar, visava à proteção dos seus filhos contra os desvios do mundo. Tinha-se uma visão de que acriança era facilmente influenciada, frágil, necessitando de uma educação mais rígida, que só podia ser aplicada na escola.
No século XVIII, ocorreu a Revolução Industrial, que exigiu um maior grau...