Teorias administrativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

As teorias administrativas são agrupadas de acordo com sua abordagem ou enfoque, seja na tarefa, estrutura, pessoas, ambiente e tecnologia. Uma abordagem constitui um conjunto de perspectivas comuns a alguns autores dentro de um quadro referencial e que as distingue de outras abordagens. Esse trabalho limitará ao enfoque no ambiente.

Ênfase no ambiente é o foco dasteorias que consideram a administração uma ciência que busca ajustamento das organizações aos litígios e situações que ocorrem em seu contexto externo. As teorias administrativas que abordam o ambiente com enfoque é a Teoria de sistemas e Teoria da contingência. A seguir será descrito cada uma dessas teorias e suas respectivas características.

Desenvolvimento

A ênfase no ambiente surgiucom a Teoria dos sistemas, sendo aperfeiçoada pela teoria da contingência. Esta, em seguida, desenvolveu a ênfase na tecnologia.

Teoria de Sistemas

A teoria de sistemas sendo a pioneira em abordar o ambiente com ênfase foi formulada pelo biólogo Ludwig Von Bertalanffy em 1937. Ela surgiu como uma crítica a visão da realidade dividida e isolada. Defendia que o sistema era global,interdependente entre as partes e se uma parte não funcionasse adequadamente todo o sistema seria afetado. Isso se sucedeu após analisar varias espécies de animais e observou que a maioria apresentava as mesmas formações ou sistemas como de respiração, circulação, celular, etc., e onde eram compostos de vários órgãos sendo eles interdependentes entre si que buscava um só objetivo, nisto suasanalises saíram da biologia e entraram na administração, onde passou a dizer que as organizações assim como a natureza não estão divididas em partes.

Chiavenato 2006 diz que a palavra sistema denota de:

“Um conjunto de elementos interdependentes e interagentes ou um grupo de unidades ou grupo de unidades combinadas que formam um todo organizado. Sistema é um conjunto oucombinações de ações de coisas ou partes formando um todo unitário.”

Esta teoria baseia-se em três premissas básicas onde:

1. Os sistemas existem dentro de outros sistemas: Cada sistema é composto de subsistemas e, e ao mesmo tempo, faz parte de um sistema maior, o suprasistema. Cada subsistema pode ser detalhado em subsistemas componentes, e assim por diante. Ex: Cada molécula existedentro de células, que existem dentro de tecidos, que compõem os órgãos, que compõem os organismos.

2. As organizações são abordadas como sistemas abertos: Pois o seu comportamento é probabilístico, não determinístico, ou seja, as organizações fazem parte de uma sociedade maior, constituídas de partes menores; existe uma interdependência entre as partes das organizações; as organizaçõesprecisam alcançar uma homeostase ou estado firme; as organizações possuem fronteiras ou limites mais ou menos definidos; tem objetivos; caracterizam-se pela morfogênese.

3. As funções de um sistema dependem de sua estrutura: Cada sistema tem um objetivo que constitui seu papel no intercâmbio com outros sistemas no meio ambiente.

Características de um sistema:

Deacordo com a definição de Bertalanfy a reciprocidade de um sistema decorre de dois conceitos – Propósito e Globalismo.

Propósito – O sistema apresenta mais de um objetivo. Os elementos, bem como relacionamentos, definem um arranjo que sempre deseja alcançar um ideal ou finalidade.

Globalismo – A ocorrência de mudança em uma unidade (elemento) do sistema ocorrerá também nas unidadessubsequentes. Pois qualquer estímulo ou atraso em qualquer unidade afetará todas, devido ao relacionamento entre elas. Das mudanças e dos ajustamentos contínuos ocorrem dois fenômenos: Entropia e Homeostase (Estado firme).

Teoria Contingencial

A teoria da contingência é a mais recente das teorias administrativas e marca um passo além da teoria de Sistemas. Suas origens...
tracking img