Teorias adm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2602 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA DA BUROCRACIA
Características:
• Caráter legal das normas e regulamentos (uniformes)
• Caráter formal nas comunicações (email)
• Caráter racional e divisão do trabalho
• Impessoalidade nas relações.
• Hierarquia da autoridade.
• Rotinas e procedimentos padronizados.
• Competência técnica e meritocracia.
• Profissionalização dos participantes.
•Previsibilidade.
Contribuições:
• Promove o desempenho eficiente das atividades rotineiras.
• Elimina o julgamento subjetivo.
• Enfatiza mais a posição do que a pessoa.
Limitações:
• Tomada de decisão: lenta.
• Ignora a importância das pessoas e relacionamentos interpessoais.
• Acúmulo de poder pode levar a uma ADM autoritária.
• As regras podem tornar-se finsem si mesma: REGRAS NÃO PODEM SER MUDADAS.
• Difícil de desmantelar, uma vez estabelecida.

‘ABORDAGEM COMPORTAMENTALISTA’

ABORDAGEM COMPORTAMENTALISTA (Frederick Herzberg)
FATORES HIGIÊNICOS – é função do contexto, do ambiente de trabalho, do salário. Dos benefícios, da chefia, dos colegas. FATORES INSATISFACIENTES
FATORES MOTIVACIONAIS – é função do conteúdo ou das atividadesdesafiantes e estimulam o cargo que a pessoa desempenha. FATORES SATISFACIENTES

ABORDAGEM COMPORTAMENTALISTA (Douglas McGregor)
Teoria X – abordagem mecanicista
Teoria Y – abordagem comportamental

OBJETIVOS INDIVIDUAIS x OBJETIVOS ORGANIZACIONAIS
Parece existir desconhecimento por parte dos executivos sobre esta diferenciação.
Natureza dos incentivos: Extrínsecos (fora) e Intrínsecos(dentro).

Extrínsecos – salário, benefícios e promoção.
Intrínsecos – auto-respeito, autonomia e aquisição de novos conhecimentos.

TEORIA X
• O homem médio é indolente e preguiçoso por natureza: evita o trabalho ou trabalha o mínimo possível, em troca de recompensas salariais ou materiais.
• Egocêntrico e seus objetivos opõem-se aos objetivos da ORG.
• Não assume responsabilidades eprefere ser dirigido.
• Resistente a mudanças e não assume riscos.
• Depende e precisa ser dirigido.
• As pessoas são ingênuas e precisam ser controladas.
• Representa as teorias de Taylor, Fayol e Weber em diferentes estágios.
• Impõe-se de cima para baixo, é autocrática.
A teoria X conduz a ênfase nas táticas de controle – para procedimento e técnicas que determinam oque deve ser feito.

TEORIA Y
Propõe um estilo de ADM participativo.
• As pessoas são esforçadas e gostam de ter o que fazer.
• O trabalho é uma atividade natural.
• As pessoas buscam e aceitam responsabilidades.
• As pessoas podem ser automotivadas e autodirigidas.
• As pessoas são criativas e competentes.
É aplicada empresa com estilo de ADM inovadora e humanistas.ABORDAGEM COMPORTAMENTALISTA
• PROMOVE A EFICÁCIA DO EMPREGADO, ENTENDENDO OS PROCESSOS INDIVIDUAIS, GRUPAIS E ORGANIZACIONAIS.
• ACENTUA OS RELACIONAMENTOS EM EMPREGADOS, ADMINISTRADORES E O TRABALHO QUE DESEMPENHAM NA ORGANIZAÇÃO.
• MAIOR AUTONOMIA, DESAFIO, INICIATIVA INDIVIDUAL E PARTICIPAÇÃO AUMENTADA.

LIMITAÇÕES:
• IGNORA FATORES SITUACIONAIS: AMBIENTE E ATECNOLOGIA DA ORGANIZAÇÃO.
• DESCRITIVA (EXPLICAM E DESCREVEM COMPORTAMENTOS), SEM CONSTRUIR MODELOS DE APLICAÇÃO PRÁTICA.



TEORIA GERAL DOS SISTEMAS

O SURGIMENTO – TEORIA GERAL DOS SISTEMAS
As abordagens clássicas ignoravam o relacionamento entre a ORG e o ambiente externo.
A teoria dos sistemas propõe uma visão holística e enfatiza os processos.
Tendência para integração nas ciênciasnaturais e sociais.

O que é um sistema?
• Um conjunto de elementos interdependentes e interagentes;
• Um grupo de unidades combinadas que formam um todo organizado.
• O resultado é maior que o resultado das unidades interdependentes.

Conceitos:
• Visão sistêmica: surge um novo conceito – ter visão sistêmica do negócio, percebendo o todo no ambiente interno e externo da...
tracking img