Teoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7962 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A teoria da atividade como uma abordagem para a pesquisa em educação
Newton Duarte

Resumo: O artigo apresenta uma pesquisa teórica cujo objetivo é analisar a teoria da atividade como uma abordagem em potencial para a pesquisa em educação. Essa análise teórica é realizada por meio de três tipos de estudo: 1) o dos trabalhos já clássicos de Leontiev, sendo analisadas também as relações entreesses trabalhos e os dos demais integrantes dessa escola da psicologia soviética como Vigotski, Luria, Elkonin, Davidov e outros; 2) o estudo dos fundamentos filosóficos da teoria da atividade, com ênfase nos trabalhos do filósofo marxista Ilyenkov; 3) o estudo de pesquisadores contemporâneos que trabalham com a teoria da atividade. Palavras-chave: Teoria da Atividade; Pesquisa educacional;Leontiev, Aleksei Nikolaevich, 1903- Crítica e interpretação; Filosofia marxista.

Professor da UNESP, campus de Araraquara. Livre Docente em Psicologia da Educação. Pesquisador 2A do CNPq. Coordenador do Grupo de Pesquisa “Estudos Marxistas em Educação”. Doutor em Educação PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 20, n. 02, p.279-301, jul./dez. 2002

280 Newton Duarte

Introdução
Neste artigo serãoapresentadas algumas reflexões iniciais resultantes de uma pesquisa teórica voltada à análise do potencial da chamada “teoria da atividade” como referencial teórico-metodológico multidisciplinar para pesquisas na área educacional. Iniciei essa pesquisa no ano de 2002 e conto, para a realização da mesma, com apoio do CNPq, na forma de bolsa de produtividade em pesquisa a mim concedida para o período deagosto de 2002 a julho de 2004 2 . Estando a pesquisa ainda em andamento, as idéias aqui discutidas são necessariamente provisórias, estando sujeitas a reformulações com a continuidade do trabalho de investigação teórico-bibliográfica. Entretanto, considero válido dividir com outros pesquisadores em educação não apenas os resultados de pesquisas já concluídas, como também as hipóteses, as indagaçõese as conclusões parciais e provisórias de pesquisas em andamento. A teoria da atividade surgiu no campo da psicologia, com os trabalhos de Vigotski, Leontiev e Luria. Ela pode ser considerada um desdobramento do esforço por construção de uma psicologia sócio-históricocultural fundamentada na filosofia marxista. Embora a denominação “teoria da atividade” tenha surgido mais especificamente a partirdos trabalhos de Leontiev, muitos autores acabaram por adotar essa denominação também para se referirem aos trabalhos de Vigotski, Luria e outros integrantes dessa escola da psicologia. Atualmente essa teoria apresenta claramente um caráter multidisciplinar, abarcando campos como a educação, a antropologia, a sociologia do trabalho, a lingüística, a filosofia. Embora a teoria da atividade tenhaalcançado divulgação internacional e embora os nomes de Vigotski, Luria e Leontiev sejam bastante conhecidos no Brasil (na área de educação o nome de Vigotski é citado numa proporção muito maior do que os nomes de Luria e Leontiev), há entre nós, pesquisadores brasileiros, uma carência de trabalhos que focalizem especificamente a teoria da atividade, desde seus fundamentos até sua possívelutilização como referencial para as pesquisas e estudos sobre a educação na sociedade contemporânea. Não se trata de afirmar que os autores que trabalhem com a teoria da atividade sejam desconhecidos no Brasil. Vários deles são conhecidos, citados, estudados e traduzidos para o português. Além dos clássicos como Vigotski3, Luria e Leontiev, também os autores ocidentais contemporâneos que trabalham com essateoria têm
PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 20, n. 02, p.279-301, jul./dez. 2002

A teoria da atividade como uma abordagem para a pesquisa em educação 281

sido referência para pesquisadores brasileiros. Embora entre os autores cujos trabalhos venho estudando haja alguns que são pouco conhecidos no meio acadêmico brasileiro, como é o caso do filósofo soviético Ilyenkov, não tenho como...
tracking img