Teoria e historia da arquitetura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3994 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Preconceito inicial com base no próprio nome: Pensamento de entender todos como iguais num sentido religioso.

- Quando Roma é tomada, Constantinopla vira a capital do império Bizantino, e as terras são rearranjadas ficando mais em volta do mediterrâneo. Até o ano 1000, quando há uma grande fragmentação, reafirmada no século XVI

Compreende +- 10 séculos entre a queda de Roma (sec V) e o fimdo império romano oriente/ descoberta da américa.(Fim da moeda, exército, sociedade, fica só a estrutura)

Alta Idade Média (V a XI)

* invasões bárbaras
* fragmentação e ruralização (as cidades passaram a ficar caóticas sem governo, então houve dispersão)
* Ausência da unidade política
* Retração do comércio (sem unidade monetária)
* Feudalismo – os feudos eram isolados eprotegidos pelo senhor feudal
* Surgimento de reinos bárbaros
* Teocentrismo: o padre regia a vida do feudo, já que só o clero era letrado. Só aprendia a ler e escrever quem seria religioso. Isso nunca era burlado pois a igreja detinha o monopólio das almas das pessoas.

A alma é divina, mas a natureza e o corpo eram símbolos profanos. Portanto, não podiam ser representados: há umabandono do naturalismo, o interesse está no transcendente.

A arte entra como forma de comunicação entre a igreja e a população, já que essa não sabe ler. Mas há um esvaziamento da matéria, sem muitas sombras ou volumes, até que a imagem vire um emblema.
Fundo dourado = representação do paraíso

2 poéticas:
corpo x alma
claro (luz) x escuro

3 universos culturais (ora em disputa, ora eminterpenetração):
* ocidente (cristão)
* oriente: Bizantino a partir do século 4
* islã a partir do século 7

ARQUITETURA

-Paleocristã
- Bizantina
- Romântica
- Gótica

* sucessivas invasões bárbaras
* Fragmentação e ruralização
* Ausência de unidade política
* Retração do comercio
* Feudalismo
* Surgimento de “reinos bárbaros”
* Teocentrismo(tudo converge para Deus)
* Analfabetismo e perda de inteligência
* Igreja rica e com muito poder, dona do saber (bíblia como código civil)
Criação do tempo pela igreja cristã. Para os pagãos é cíclico, para os cristãos é linear, com um fim a ser alcançado(escatologia)
Não há ideia de progresso, mesmice. Grande isolamento, medo do juízo final

Arquitetura Paleocristã (já pensada para otemplo cristão)

2 tipos de igreja: basílica (planta longitudinal) ou rotunda (planta centralizada ou poligonal)
-Possibilidade de um percurso (chegar a deus)
- apesar de pertencer a cultura pagã, não tinha cunho religioso mas sim político e civil, podendo ser apresentado
-dualismo entre corpo x alma, entre interior e exterior das igrejas, que eram decoradas com mosaicos na paredes e nos tetos.* Igrejas cristãs primitivas, catacumbas, maosoleis.
*Tradição Artistica clássica e declínio das técnicas tradicionais.
2 tipos de igrejas: -Basílicas (planta longitudinal – caminhar para a salvação) – Rotunda (planta centralizada: circular ou poligonal – Deus está no nosso centro)
*O contraste exterior/ interior expressa dualidade corpo/alma
*Recorrência de mosaicos

Não há decoração noexterior (corpo), mas muito decorado no interior (alma). Valorização do trabalho.

Arquitetura Bizantina

* Fusão do clássico com oriental
* Igrejas de planta centralizada
* Inovações estruturais
* Grande riqueza
* Mosaicos de fundo dourado e figuras bidimensionais
(realeza justificada pelo divino)

Cúpula circular sobre planta retangular (Igreja de Santa Sofia)Acreditam nas construções feitas com materiais nobres para que ficasse quase sagrado, muito desenhado.

Baixa Idade Média (XI – XV)

* Cruzadas – retomada do comércio do medievo, fim do isolamento dos feudos

O ano 1000 passou e o mundo não acabou como a igreja havia dito. Uns acreditavam ainda mais, crendo que Deus havia poupado suas vidas. Outro começaram a duvidar da palavra da igreja....
tracking img