Teoria micreconomica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1296 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A teoria microeconômica aborda temas que estão relacionados aos agentes econômicos, que são: as empresas, consumidores e suas intervenções. Foi visto que a economia estuda a maneira como se administrar os recursos disponíveis com o objetivo de produzir bens e serviços, além de contribuir na distribuição dos mesmos. A primeira lei da Introdução a Economia é a “Lei de escassez” que descreve anecessidade de destinar de forma eficiente os recursos de produção com a intenção de obter bens e serviços para atender as necessidades dos consumidores.
A evolução do pensamento econômico começa a partir dos modos pré-capitalistas, que são eles: primitivo, com trabalho e propriedade coletiva; agrícola, aparecimento do estado para assegurar o direito a terra; comercial, predominou a venda e ofeudalismo europeu, que representou o retrocesso nos métodos de produção com a volta do homem ao campo. Na economia da medieval houve o florescimento do cristianismo condenando o acumulo de capital e a exploração do trabalho, o que a atribui uma maior importância no retorno a atividade rural. Com o enfraquecimento do pensamento religioso surgiu o mercantilismo predominando até o século XVII. É bomressaltar que essa doutrina opta pela obtenção de meios que proporcionam alcançar uma maior quantidade de metais preciosos, além de ser caracterizada por uma balança comercial favorável, ou seja, menos importação e mais exportação. Esse pensamento é caracterizado pelas diferentes épocas supracitadas e escolas.
A escola Fisiocratica é uma reação iluminista, resultado da critica das indústrias e comérciosde exportação. Os fisiocratas não acreditam que uma nação pudesse se desenvolver pelo acúmulo de metais e estímulos ao comercio, e sim no investimento em produção agrícola. Para eles, toda renda tem como base a produção agrícola, podemos perceber isso nos seus postulados: ordem natural, relacionado com a natureza; e o de ordem providencial, afirma que existe uma força que controla a natureza.
Jáa escola clássica é baseada no livro A riqueza das nações (1776) escrito por Adam Smith, considerado como o maior dos clássicos e pai da microeconomia, o qual afirma que: “o que gera a riqueza não é a produção agrícola, mas a força do trabalho discordando com a escola Fisiocratica. Ele estabelece alguns pressupostos, entre eles podemos citar: o liberalismo, que determina o estado ausente daeconomia; neoliberalismo, o estado intervém de forma mínima da economia; tecnologia dada, pois todos tem acesso a mesma tecnologia; produto homogêneo, todos produzem o mesmo produto; Lei de Say, na qual toda oferta cria a sua própria demanda e a concorrência perfeita. O estudo dessa escola é constituído pela presença de gráficos que representam as curvas de demanda e oferta. Entretanto, não existi oponto de equilíbrio e sim o acordo, que é o encontro das duas curvas. Além de Adam Smith estudamos também outros economistas clássicos, são eles: Malthus, que defendia a “The theory of population” na qual a população cresce em uma progressão geométrica e a produção em uma progressão aritmética e que pessoas com maiores condições financeiras teriam quantos filhos quisessem; David Ricardo foiconsiderado o pai da economia, pois sugeriu que os países se especializassem em um produto, ele afirmava que ao nascer o ser já é rico ou pobre com a Teoria da Renda da Terra; e Stwart Will que abordava o socialismo utópico e cientifico para existir a igualdade social.
Além das escolas fisiocrata e clássica, podemos mencionar também: a marxista, a qual observou os motivos das crises ocorridas na época edividia a mais valia em absoluta e relativa e afirmava que existia um exercito industrial de reserva, ou seja, sempre existe um contingente de trabalhadores que ficam na expectativa de um emprego; neoclássica, a aplicação da Teoria do Valor com a do Custo de Produção; e a escola Keynesiana, fundada por John Maynard Keynes que afirmava que a renda de qualquer país é determinada pela equação: Y=...
tracking img