Teoria maturacional de gesell e teoria cognitiva de piaget

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1468 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
JEAN PIAGET
Nasceu em Neuchâtel, 9 de agosto de 1896 - Genebra, 16 de setembro de 1980, foi um epistemólogo suíço, considerado o um dos mais importantes pensadores do século XX. Defendeu uma abordagem interdisciplinar para a investigação epistemológica e fundou a Epistemologia Genética, teoria do conhecimento com base no estudo da gênese psicológica do pensamento humano.
A TEORIA COGNITIVA DEPIAGET
Conceito de inteligência: a pessoa inteligente é aquela que tem: capacidade para aprender, para resolver problemas, para adaptar-se a situações novas, para ajustar-se ao ambiente, para estabelecer relações, para compreender, para inventar, ter rapidez na interpretação.
A inteligência desenvolve-se através da relação entre sujeito-objeto, chamada por ele de interação.
Piaget leva emconta a atuação de 2 elementos básicos ao desenvolvimento humano: os fatores invariantes e os fatores variantes.
Os fatores invariantes: ao nascer, o indivíduo recebe como herança uma série de estruturas biológicas - sensoriais e neurológicas - que permanecem constantes ao longo da sua vida. São essas estruturas biológicas que irão predispor o surgimento de certas estruturas mentais
Os fatoresvariantes: são representados pelo conceito de esquema que constitui a unidade básica de pensamento e ação estrutural do modelo piagetiano, sendo um elemento que se transforma no processo de interação com o meio, visando à adaptação do indivíduo ao real que o circunda. Com isso, a teoria psicogenética deixa à mostra que a inteligência não é herdada, mas sim que ela é construída no processo interativoentre o homem e o meio ambiente (físico e social) em que ele estiver inserido
A assimilação consiste na tentativa do indivíduo em solucionar uma determinada situação a partir da estrutura cognitiva que ele possui naquele momento específico da sua existência.
A acomodação, por sua vez, consiste na capacidade de modificação da estrutura mental antiga para dar conta de dominar um novo objeto doconhecimento. Em síntese, toda experiência é assimilada a uma estrutura de idéias já existentes (esquemas) podendo provocar uma transformação nesses esquemas, ou seja, gerando um processo de acomodação.
Os processos de assimilação e acomodação são complementares e acham-se presentes durante toda a vida do indivíduo e permitem um estado de adaptação intelectual, através do processo deequilibração, que pode ser definido como um mecanismo de organização de estruturas cognitivas em um sistema coerente que visa a levar o indivíduo a construção de uma forma de adaptação à realidade.
Para Piaget, os modos de relacionamento com a realidade são divididos em 4 períodos do desenvolvimento humano.
PERÍODO SENSÓRIO-MOTOR (O-2 anos): recém -nascido dispõe de reflexos hereditários, aos quais vão seacrescentando, a partir da exploração do meio, adaptações que serão repetidas, fixadas e adquiridas.
PERÍODO PRÉ-OPERACIONAL (2-7 anos): sujeito passa a captar seu mundo, através de sucessivas adaptações, na busca da manutenção da harmonia (processo de equilíbrio-desequilíbrio). Começa a atuar com mais lógica e coerência. Quanto ao funcionamento intelectual, este desenvolve estruturas cognitivascada vez mais complexas.
PERÍODO OPERACIONAL CONCRETO (7-12 anos): incremento do pensamento lógico. Aparecimento de atitude crítica em lugar da tendência lúdica do pensamento. Capacidade de realizar operações mentais complexas e reversíveis (à toda operação racional corresponde uma operação simétrica que permite o retorno ao ponto de partida). A criança passa de um estado de indiferenciação, dedesorganização do pensamento, para uma compreensão lógica e adequada da realidade, percebendo-se como um indivíduo entre outros, como um elemento de um universo, que gradativamente passa a estruturar-se pela razão.
PERÍODO DAS OPERAÇÕES FORMAIS (12 anos em diante): formação de esquemas conceituais abstratos. Indivíduo interage com toda a sociedade e torna-se capaz de agir sobre ela e modificá-la,...
tracking img