Teoria geral do estado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4443 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
3
Perguntas e respostas sobre
insuficiência venosa crônica
e varizes de membros inferiores
1. Qual o conceito de insuficiência
venosa crônica?
R. A insuficiência venosa crônica (IVC) corresponde a
uma parte da doença venosa crônica, e é representada
por alterações de pele e tecido subcutâneo, decorrentes
de uma hipertensão venosa, determinadas por insuficiência
valvular e/ou obstruçãovenosa.
2. Em relação aos aspectos clínicos,
como podemos classificar a IVC?
R. A doença venosa crônica foi uniformizada por uma
classificação baseada em critérios clínicos, etiológicos,
anatômicos e fisiopatológicos (classificação CEAP).
Em relação aos aspectos clínicos, corresponde a C0
quando não há sinais visíveis ou palpáveis de doença
venosa; C1 quando há telangiectasias e veiasreticulares;
C2 com presença de veias varicosas; C3 quando
surge edema; C4 quando há alterações tróficas de
pele; C5 com alterações tróficas de pele e úlcera cicatrizada;
e C6 com alterações tróficas de pele e úlcera
ativa. A IVC compreende da classe C3 à C6 da classificação
CEAP.
3. Quais as alterações de pele e tecido
subcutâneo encontradas na IVC?
R. Edema: é decorrente do aumento dapressão hidrostática
capilar e é frequente no terço inferior das pernas
e nos tornozelos e mais raro nos pés.
Insuficiência Venosa Crônica grave com edema,
hiperpigmentação, lipodermatoesclerose e ulcerações.1
Dra. Raquel Teixeira Silva Celestino
Doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Especialista em Angiologia
pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileirade Angiologia e de Cirurgia Vascular
(SBACV). Membro Titular da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular.
CRM-AL: 2740
Conflito de interesse: A autora declara não haver conflitos de interesse.
Dr. Marcelo Araújo
Especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular pela AMB/Sociedade Brasileira de Angiologia
e de Cirurgia Vascular. Certificado para atuar na área de EcografiaVascular pela SBACV/CBR/
AMB. Membro Titular da SBACV. Mestre em Técnica Operatória e Cirurgia Experimental e
Doutor em Cirurgia Vascular pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São
Paulo (EPM - Unifesp). Professor Assistente Doutor do Departamento de Saúde da Universidade
Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, Bahia.
CRM-AL: 5393
Conflito de interesse: o autor declara não haverconflito de interesse.
4
Varizes: mitos e verdades
Raquel Teixeira Silva Celestino
Lipodermatosclerose e atrofia branca: pode surgir de modo
insidioso, inicialmente com aparecimento de placas avermelhadas
e doloridas na pele, evoluindo progressivamente para
uma pele lisa, endurecida e escurecida, porém, às vezes, pode
se tornar também uma pele esbranquiçada, que é a chamada
atrofia branca. Oendurecimento e espessamento atingem
também o tecido subcutâneo, provocando, em alguns casos,
retração da pele e fazendo com que a perna adquira o formato
de uma garrafa.
Dermatite ocre: ocorre por ruptura capilar ou abertura de
espaços intercelulares, permitindo a saída de hemácias que,
uma vez no subcutâneo, se desintegram; a hemoglobina sofre
degradação em hemossiderina, provocando corcastanho-
-azulada nos tecidos, além do aumento dos níveis de ferro
iônico e ferritina, que determinará piora da lesão tecidual.
A deposição de melanina e o aparecimento de petéquias e
púrpuras (fragilidade capilar) podem aparecer inicialmente,
tornando o quadro de dermite ocre mais extenso.
Eczema de estase: aparece em áreas de hiperpigmentação ou
ao redor de lesões ulceradas devido, namaioria das vezes, a
processo alérgico local aos produtos tópicos ou ao material
das meias e faixas elásticas utilizados no tratamento.
Úlcera venosa: atualmente é aceito que a úlcera se deve à
lesão capilar que ocorre por adesão de leucócitos às células
endoteliais dos capilares, liberando catabólitos, radicais livres
e substâncias vasoativas, determinando microtrombose nos
capilares por...
tracking img