Teoria geral de sistemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1586 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. TEORIA GERAL DE SISTEMAS

As Teorias Clássicas (Administração Científica e Teoria Clássica), a Abordagem Humanística (Teoria das Relações Humanas), a Teoria Estruturalista e a Teoria da Burocracia sofrem de algumas deficiências em comum como uma visão isolada da organização; não consideram as relações da organização com o ambiente e tem dificuldade em entender os aspectos dointer-relacionamento organizacional (interno). Paralelamente, alguns estudiosos começam a perceber que certos princípios e conclusões teóricas eram válidos e aplicáveis a diferentes ramos da ciência, dando início ao desenvolvimento da chamada Teoria Geral de Sistemas.
Surgiu por volta de 1950, uma teoria elaborada por um biólogo alemão, Ludwing von Bertalanffy, que elaborou uma teoria interdisciplinar capaz detranscender aos problemas exclusivos de cada ciência e proporcionar princípios e modelos gerais para todas as ciências envolvidas, de modo que as descobertas realizadas em uma pudesse ser utilizada pelas demais. Essa teoria interdisciplinar recebeu o nome de Teoria Geral de Sistemas que permitiu uma maior aproximação entre as ciências e o preenchimento de espaços vazios entre elas. A Teoria Geraldos Sistemas tem como “objetivo principal a formulação e derivação dos princípios que são validos para ‘sistemas’ em geral” (vom Bertalanffy, 1968, p. 32).
Esta salienta que os elementos de uma realidade estão interligados, de modo que a maneira correta de entender a realidade e seus elementos é estudando-os em conjunto, assumindo a existência de inter-relacionamentos e efeitos recíprocos. Istosignifica interação entre cientistas e pesquisadores, obtendo-se a integração do conhecimento.
A Teoria dos Sistemas consiste em uma teoria essencialmente totalizada. Ela se baseia na compreensão da dependência recíproca de todas as disciplinas e da necessidade de sua integração. Ela busca produzir teorias e formulações conceituais que possam criar condições de aplicação na realidade empírica.A Teoria Geral dos Sistemas afirma que as propriedades dos sistemas não podem ser entendidas isoladamente. A compreensão dos sistemas ocorre somente quando estudamos os sistemas globalmente.
A Teoria de Sistemas foi amplamente reconhecida na Administração na década de 60. Foi difundida devido à necessidade de síntese e integração das teorias anteriores. Taylor, por exemplo, preconizava asistematização da seleção dos trabalhadores e das condições de trabalho. Fayol via a administração como a integração de várias tarefas para a realização de uma meta em comum. Mayo defendia a empresa como um sistema social, composto por seres humanos. Follet propunha a unidade integrativa e Barnard defendia o equilíbrio entre as comunicações formal e informal, na empresa e fora dela. Simultaneamentecom o desenvolvimento de outras áreas científicas, a Teoria Geral de Sistemas pode ser aplicada na administração.

1.1 O QUE É UM SISTEMA

Um sistema pode ser definido como um “conjunto de elementos em constante interação” (vom Bertalanffy, 1968, p. 38), ou seja, é um conjunto de partes coordenadas, para realizar determinada finalidade, ou seja, um conjunto de entidades, relacionadas entre si,que procuram atingir os mesmos objetivos. O objetivo de Administrador é detalhar o sistema total: seu ambiente, sua finalidade, a estrutura de seus integrantes e os recursos disponíveis para as ações do sistema.
Um sistema é uma entidade composta de pelo menos dois elementos e uma relação estabelecida entre cada elemento e pelo menos um dos demais elementos do conjunto. Cada um dos elementosdo sistema é ligado a todos os outros elementos, direta ou indiretamente.

1.2 TIPOS DE SISTEMAS

Os sistemas podem ser:
• Físicos – compreende aqueles compostos por equipamentos;
• Abstratos – compostos por idéia;
• Fechados – quando não apresentam relações com o meio externo, existem apenas na teoria;
• Abertos – quando interagem com o meio externo e vice-versa.

Quanto às...
tracking img