Teoria estruturalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3440 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
2 ORIGENS DA TEORIA ESTRUTURALISTA

A Teoria Estruturalista surgiu por volta da década de 1950 da oposição entre a Teoria Clássica e a Teoria das Relações Humanas, onde tornou-se necessária uma posição mais ampla e compreensiva que abrangesse os aspectos que eram considerados por uma e omitidos por outra e vice-versa. A Teoria Estruturalista pretende ser uma síntese das duas.
Assimcomo na Teoria das Relações Humanas, houve a necessidade de visualizar a organização como uma unidade social grande e complexa, na qual interagem grupos sociais que compartilham alguns objetivos, mas que podem ser imcompatíveis também.

1. CONCEITO DE ESTRUTURA

Estrutura é o conjunto formal de dois ou mais elementos e que permanece inalteradoseja na mudança ou na diversidade de conteúdos,isto é, a estrutura mantém-se mesmo com a alteração de um dos seus elementos ou relações.
Estruturalismo é um método analítico e comparativo, preocupa-se com o todo e com o relacionamento das partes na constituição do todo

3 A SOCIEDADE DE ORGANIZAÇÕES

O estruturalismo ampliou o estudo da interações entre os grupos sociais, iniciados pela Teoria das Relações Humanas, para o dasinterações entre as organizações sociais.
As organizações não são recentes, existem desde os faraós e imperadores, elas sofreram um longo desenvolvimento, através de quatro etapas:
- Etapa da natureza: os elementos da natureza constituíam base única de subsistência da Humanidade;
- Etapa do trabalho: os elementos da natureza passam a ser transformados através do trabalho paracondicionar as formas de organização da sociedade;
- Etapa do capital: prepondera sobre a natureza e o trabalho, tornando-se um dos fatores básicos da vida social;
- Etapa da organização: a natureza, o trabalho e o capital se submetem à organização. O predomínio da organização revelou o caráter independente às outra etapas, utilizando-se delas para alcançar seus objetivos. Dentro destaetapa, a sociedade passou por várias fases:
- O universalismo da Idade Média: caracterizado pela predominância do espírito religioso;
- O liberalismo econômico e social nos séculos XVIII e XIX: caracterizado pelo abrandamento da influência do estado e desenvolvimento do capitalismo;
- O socialismo no século XX: obrigando o máximo desenvolvimento do capitalismo;
- Aatualidade: caracterizada por uma sociedade de organizações.

4 AS ORGANIZAÇÕES

As organizações permeiam todos os aspectos da vida moderna e envolvem a participação de numerosas pessoas. Cada organização é limitada por recursos escassos e por isso deve-se determinar a melhor alocação destes recursos. A eficiência é obtida quando a organização aplica seus recursos naquela alternativa queproduz melhor resultado.
A Teoria Estruturalista concentra-se no estudo das organizações em sua estrutura interna e na interação com outras organizações.
A organização é uma unidade social (ou agrupamento humano) dentro da qual pessoas alcançam relações estáveis entre si, no intuito de facilitar o alcançe de um conjunto de objetivos ou metas, dentro desta concepção, podemos citar comoexemplo de organizações: exércitos, escolas, hospitais, igrejas e prisões; excluem-se as tribos, classes sociasi, grupos étnicos, famílias e amigos.
As burocracias constituem um tipo específico de organização: as organizações formais. As organizações formais é uma forma de agrupamento social estabelecido de maneira proposital para alcançar um objetivo específico, é caracterizada por regrase estrutura hierárquica. A organização formal é criada para atingir objetivos explícitos, daí um relacionamento formal entre as pessoas, o que permite reduzir a espontaneidade e aumentar a previsibilidade do comportamento.
Dentro das organizações formais temos as organizações complexas, que são caracterizadas pelo elevado grau de complexidade na estrutura e nos processos, devido à...
tracking img