Teoria do conhencimento de david hume

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Neste trabalho vamos falar sobre o valor, a possibilidade e limites do conhecimento, O pragmatismo. Vamos mostrar qual o valor a possibilidade e até onde o conhecimento se limita.

Conceito de Conhecimento
Conhecimento é o ato ou efeito de abstrair ideia ou noção de alguma coisa, como por exemplo: conhecimento das leis; conhecimento de um fato (obter informação); conhecimento de umdocumento; termo de recibo ou nota em que se declara o aceite de um produto ou serviço; saber, instrução ou cabedal científico (homem com grande conhecimento).
O tema "conhecimento" inclui, mas não está limitado a, descrições, hipóteses, conceitos, teorias, princípios e procedimentos que não são úteis ou verdadeiros. O estudo do conhecimento é a gnoseologia. Hoje existem vários conceitos paraesta palavra e é de ampla compreensão que conhecimento é aquilo que se sabe de algo ou alguém. Isso em um conceito menos específico. Contudo, para falar deste tema é indispensável abordar dadoe informação.
 O valor do Conhecimento
Com frequência escutamos pessoas falando sobre a importância de ter conhecimento. Alguns chegam a falar que vivemos na sociedade do conhecimento. Parece haver uma forçacultural que nos impele a assumir o objetivo prioritário de ter conhecimento.

Por outro lado, se observarmos aquilo que o filósofo grego Aristóteles (384-322 a.C) escreveu no primeiro parágrafo de um dos seus livros: "todos os homens têm, por natureza, desejo de conhecer". Podemos concluir, então, que o impulso para conhecer vem pelo menos de dois lados: da natureza e da cultura.

Apossibilidade do conhecimento

1. Dogmatismo – É a certeza de algo relativo a uma doutrina. É o não questionamento da razão. Está fundado em princípios, não se questiona o conhecimento, é uma atitude natural de conhecimento.
O dogmatismo está dividido em: teóricos – conhecimentos teóricos determinados, éticos – ocupam-se da moral e religioso – ocupa-se dos elementos sagrados.

2. Ceticismo - É ocontrário do dogmatismo. Para o ceticismo não pode ser conhecido, no máximo investigado o conhecimento. Ceticismo quer dizer: investigação, procura. Para os mais radicais: Não consiste em alcançar a verdade, só procurá-la.
O ceticismo está dividido em Metódico – coloca em dúvida tudo que é certo ou verdadeiro e Sistemático – que questiona e duvida de tudo.

3. Subjetivismo e Relativismo –Subjetivismo é algo que não é objetivo, o ser interage com o objeto. Relativismo pode ser Individual - onde o conhecimento é particular, Genérico – onde o que vale para um pode valer para o todo e, ainda, pode estar sujeito a Fatores Externos – onde a verdade é relativa ao local, tempo, período, etc.
4. Pragmatismo – Trata o conhecimento como utilidade, ele só é verdadeiro quando serve para realizaçãohumana e sua felicidade. Doutrina baseada em que as idéias ao tem significado no plano de suas conseqüências. Entre os filósofos estão Hans Vaihinger e Nietzsche que adotam que o que é verdadeiro tem de ser útil.

5. Criticismo – Considerava-se Kant o fundador do Criticismo, que é um ponto intermediário entre o Dogmatismo e o Ceticismo. Se restar dúvida deve-se usar o criticismo. Nada pode serexatamente dogmático ou cético, as dúvidas devem ser levantadas para análise e problematização e posteriores posições.

Os limites do conhecimento
 Em tudo o que dissemos até aqui sobre a filosofia apenas tocamos em muitas questões que ocupam grande espaço nos escritos da maioria dos filósofos. A maioria dos filósofos – ou pelo menos, muitos deles – professa ser capaz de provar, por meio deum raciocínio metafísico a priori, coisas como os dogmas fundamentais da religião, a racionalidade essencial do universo, o caráter ilusório da matéria, a irrealidade de todo mal, e assim por diante. Não há dúvida alguma de que a esperança de encontrar uma razão para acreditar em teses como estas têm sido a principal inspiração de muitos dos que têm se dedicado ao estudo da filosofia. Creio que...
tracking img