Teoria do conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1457 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA – DEVRY

THIAGO DUQUE DE ALMEIDA
LEYZIANE NAIANNE PINHEIRO DA SILVA




RESENHA CRÍTICA












CARUARU
2013
THIAGO DUQUE DE ALMEIDA
LEYZIANE NAIANNE PINHEIRO DA SILVA

TEORIA DO CONHECIMENTO




Resenha crítica apresentada
aoprofessor Dr. Alexei Xavier,
do curso de Engenharia Civil da
da 1302 Devry.











CARUARU
2013
SUMÁRIO

1. REFERÊNCIAS
1.1. CREDENCIAIS DOSAUTORES
1.2. INTRODUÇÃO
2. DESENVOLVIMENTO
3. CONCLUSÃO
4. CRÍTICA DO RESENHISTA

















1. REFÊNCIAS:
MEZZAROBA;Orides;Monteiro Claudia Servilha. Manual de Metodologia. 5ª Ed. São Paulo, 2010.

1.1. CREDENCIAIS DOS AUTORES
Orides Mezzaroba; Especialista em Filosofia da Educação pela PUC/PR, Mestre e doutor em Direito pela UFSC, pós-doutor em Direito pelaUniversidade de Coimbra, Professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito da UFSC, pesquisador do Observatório do Estado, Membro do Instituto de Direito, Desenvolvimento e Novas Tecnologias – IDEN.
Cláudia Severina Monteiro; Mestre e doutora em Direito pela UFSC, Advogada e Professora de cursos de Pós-Graduação, Professora e Pesquisadora do Curso de Pós-Graduação em Direito Ambiental daUniversidade do Estado do Amazonas, Pesquisadora do Observatório do Estado.















1.2. INTRODUÇÃO

O homem busca sempre algo que possa solucionar seus problemas, vive em busca de respostas para as perturbações enfrentadas durante toda a sua vida. Para isso, ele busca o conhecimento.
O conhecimento é o resultado de uma relação que se estabelece entre um sujeitoque busca o conhecer (cognoscente), e um objeto a ser conhecido (cognoscível). O conhecimento é a ponte que os liga.
O objeto do conhecimento não é necessariamente um objeto físico, pode ser qualquer coisa a ser investigada. O sujeito que conhece também pode ser qualquer pessoa.
A teoria do conhecimento busca estudar os mecanismos da atividade cognitiva e os tipos de conhecimentoexistentes, tendo por objetivo o próprio conhecimento.
2. DESENVOLVIMENTO

A forma mais simples de conhecimento é a que deriva das informações que provém dos nossos próprios sentidos. O conhecimento que herdamos de forma consciente e inconsciente, toda a abundância de conhecimento acumulado que tendemos a reproduzir e desenvolver, atualizando-a de acordo com as novas perspectivase necessidades do momento em que vivemos. É importante saber que o mesmo não é algo que se adquire de forma estática e rápida, mas sim dinâmica, pois passa por um processo, porque nada está pronto e acabado, ou seja, o conhecimento é um processo.
Existem formas diferentes de conhecimento. Tais formas predominam conforme o estágio evolutivo do homem em sociedade.
2.1. O SER DOGMÁTICO X OSER CRÍTICO

A partir do conhecimento o homem acaba criando suas próprias verdades e, às vezes tenta torna-las universais. Pelo fato de aceitar algo como verdade já no ponto de partida do seu raciocínio, o homem dispensa qualquer tipo de reflexão, criando assim, os famosos dogmas. O dogmático assume uma postura de indiferença sobre a realidade externa, optando por ficar completamentedistante dos fatos que não lhe digam respeito, se tornando uma pessoa omissa.
Ao contrário do dogmático vemos o homem crítico, que por sua vez não trata o conhecimento como uma quantidade de informações acumuladas e findas, mas como processo cognitivo que capacita o homem para a ação. Ou seja, diferentemente do dogmático, o ser crítico não se contenta em receber informações apenas, mas busca suas...
tracking img