Teoria do conhecimento kantiana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2091 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA DO CONHECIMENTO KANTIANA

























Rio de Janeiro
2012
















TEORIA DO CONHECIMENTO KANTIANA

















SUMÁRIO

|1 |Disserte sobre as relações existentes entre a física newtoniana e a metafísica |3 |
||kantiana..................................................... | |
|2 |Disserte sobre o “sono dogmático”, de Kant, explicando-o... |4 |
|3 |Explique a “grande luz” kantiana explicitando o conceito de juízo sintético a |5 |
||priori............................................................................. | |
|4 |Disserte sobre a relação existente entre a Critica da Razão Pura, Crítica da Razão Prática e a Critica da faculdade do |7 |
| |juízo............................................................................................. | |
||REFERÊNCIAS.............................................................................................................. |9 |
























1. Disserte sobre as relações existentes entre a física newtoniana e a metafísica kantiana

A grandiosidade e o sucesso do trabalho científico de Isaac Newton fascinaram o período pré-crítico de Kant. Newton foium dos maiores cientistas que o mundo já conheceu e na tentativa de explicar uma pergunta que atormentava a ciência da época, isolou-se e passou dois anos estabelecendo um sistema de leis e princípios matemáticos imutáveis para a descrição da gravidade e da evolução dos corpos no espaço como absolutos e independentes de quem os vê, era sua maior obra que nascia: “Principia”.
Kant via Newtoncomo modelo, logo tentava seguir os mesmos critérios, pensava que todo conhecimento começa a partir da experiência, assim utilizou a física newtoniana como uma das temáticas mais importantes na criação do que seria a filosofia crítica. Kant queria fazer com que a filosofia avançasse, já que estava em crise, aproximando-a das práticas das ciências da natureza. Ele tentou relacionar a ciência comsua metafísica e, achava que, a princípio seria possível haver essa fusão, idéia que mais tarde foi abandonada com o pensamento de que a própria metafísica precisava ser repensada.
Repensando tais questões científicas, escreveu “História natural universal e teoria do céu”, onde segue o método de Newton, se guia por experiências seguras através da geometria e matemática. Kant manifesta aintenção de aproximar a metafísica da geometria, e para isso apresenta quatro princípios metafísicos: identidade, razão suficiente, sucessão e o da coexistência.




















2. Disserte sobre o “sono dogmático”, de Kant, explicando-o

A metafísica não era matéria repensada com profundidade desde os gregos. Em determinado momento da Inglaterra do século XVIII, umfilósofo empirista chamado David Hume, coloca em questão os princípios da metafísica grega e afirma que os pressupostos dos princípios da identidade, da não contradição e da causalidade não existem. Tudo tratava-se apenas de hábitos mentais, resultado de repetições constantes que observamos na própria natureza. Afirmou também que os conceitos metafísicos de alma, matéria, causa e efeito, forma eoutros, seriam apenas nada mais que conceitos. Era o ceticismo filosófico, o homem só pode conhecer através da experiência, era a destruição da idéia da racionalidade científica.
Em contato com a obra de Hume, Kant despertou de seu sono dogmático, da inércia em que se encontrava. Kant dormia sob o dogma da idéia de que a metafísica não podia ou não necessitava ser modificada, mas quando se...
tracking img