Teoria do caos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6473 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Teoria do Caos

Sistemas de Informação são gerados como artefatos de organizações humanas. Eles constituem traços, impressões, marcas de um viver, organização dinâmica, capturados num ponto específico no tempo e no espaço e gravados como sinais elétricos em um sistema computacional. Eles são representações de como atores humanos, dentro e fora da organização, acreditam que a organizaçãotrabalha, os processos como eles os vêem, os dados que eles acreditam que descrevem a organização e seus interesses.
O sistema de informação é visto pelos atores, dentro da organização, como para concretizar conceitos, conhecimento tácito e processo social, para prover uma descrição objetiva da organização, para algoritmicamente comprimir os elementos da organização numa forma em que o conteúdoinformacional máximo seja comunicado por meio da descrição menor possível. A geração de um sistema de informação é um exercício de isolar a descrição da organização que é reduzida, simplificada e controlável. Isto é um exercício de criação de estabilidade, aplicação de controle individual e indicação de intencionalidade. A própria idéia de modelar indica um enfoque reducionista no qual os elementos de umaorganização são simplificados, tornados independentes de contexto. O processo organizacional e as dinâmicas são considerados como um problema para o
qual um sistema de informação provê a solução. Eles tornam a organização explicável e
gerenciável. Eles proporcionam uma visão aparentemente objetiva da organização que um gerente pode controlar como se ele estivesse fora da situação, objetivamenteobservando e controlando. Para processos estruturados, repetitíveis dentro de organizações, sistemas de informação funcionam eficientemente. Esses processos – a emissão de uma conta de telefone, a impressão de contracheques de pagamento, a atualização de contas bancárias – podem funcionar eficientemente, promovendo a eficiência administrativa e estabilidade que possibilita a organizaçãosobreviver e
atentar para questões mais estratégicas. Nesses casos o “problema” é facilmente generalizável, envolvendo enigmas simples que podem ser isolados do seu contexto e resolvidos. Porém, mesmo para tais problemas o desenvolvimento do sistema de informação é cheio de perigo.
A complexidade das redes organizacionais e a dificuldade em convencer diferentes atores, grupos e pessoas a concordar com asolução generalizada pode resultar em falha desenvolver sistemas para tratar problemas aparentemente fáceis. Aqui a complexidade dos processos de interação, a multiplicidade de demandas de negócios e agendas políticas, e as dificuldades tecnológicas podem tornar difícil ou impossível o desenvolvimento de um sistema de informação viável. Considere os problemas do Sistema de Ambulância de Londres, afalha da Taurus, ou a complexidade de fornecer
sistemas para dar suporte à abertura de mercado em empresas de serviço público como gás e eletricidade.
Tais sistemas de manufatura freqüentemente falham em definir os requisitos do usuário. Requisitos organizacionais derivados daqueles modelados nos sistemas, na evolução e na manutenção são inevitáveis. Insatisfação com o sistema de informaçãoentregue é comum mesmo com os sistemas mais simples. Tão mais difícil é criar sistemas de informação eficientes para suporte à tomada de decisão e processamento em grupo, para prover o “backbone” organizacional, para dar suporte ao fluxo de geração de informação dentro da organização. Sistemas para objetivamente controlar e
isolar redes complexas de assuntos organizacionais tendem ao fracasso, usoimpróprio ou desuso.
Tentando prover uma forma concreta para atividades organizacionais que são sempre tácitas, indefinidas e evolutivas por natureza, esses sistemas ignoram o fluxo dinâmico da forma e da atividade organizacionais. Eles tentam promover certeza face à incerteza, objetividade face à subjetividade, uniformidade face a múltiplos contextos e visões, e processos projetados estáticos...
tracking img