Teoria de myra levine

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2009 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Salgado de Oliveira
Curso de Graduação em Enfermagem











Teoria de enfermagem







Myra Estrin Levine


















Juiz de Fora
2012



Universidade Salgado de Oliveira
Pró- Reitoria Acadêmica
Curso de enfermagem










Teoria de enfermagem




Sistematização da Assistência de Enfermagem
Teórica MyraEstrin levine









Trabalho apresentado como requisito para obtenção de nota de VT na disciplina Sistematização da Assistência de Enfermagem na Universidade Salgado de Oliveira do curso de Enfermagem, ministrado pelo Professor

Discente:













Juiz de Fora
2012


Sumário





1- Introdução


2- Biografia


3- Desenvolvimento da teoriade Levine

4- Teoria Holística

5- Características de uma teoria: Teoria de Levine

6- Teoria de Levine e o processo de enfermagem

7- Aplicação da teoria de Levine

8- Conclusão

9- Bibliografia




























Introdução


Essa pesquisa foi elaborada para apresentação do trabalho acadêmico da disciplinaSistematização da Assistência de Enfermagem, orientado pelo tutor da mesma, professor Amarildo Batista. Têm como objetivo demonstrar a importância das teorias de enfermagem e aplicabilidade na assistência, com foco na Teoria holística de Myra Estrin Levine.

























Biografia de Myra Estrin Levine

Myra E. Levine nasceu em 1920, em Chicago, primeira criança de trêsirmãs. Sua experiência com a doença do pai contribuiu para seu interesse e dedicação á enfermagem. Graduou-se pela Cook School of Science em 1944, SB da University of chicago em 1959 e mestre em ciências em enfermagem pela Wayne State University em 1962.
Sua carreira de enfermagem tem sido variada. Clinicamente, defendeu posições como livre enfermagem privada, a enfermagem civil para o exército dosE.U.A, supervisores cirúrgicos e diretores de enfermagem. Professora emérita, medical surgical nursing, University Ilinois Chicago.
Levine foi conselheira na American Academy of Nursing e tem sido condecorada pelo Ilinois Nurses Associations. Foi a primeira a receber o premio Elizabeth Russle Belford Sigma Theta Tau. Ela foi doutora honorária pela Loyola University, Chicago, 1992.Desenvolvimento da Teoria e Levine

Levine referiu-se ao seu trabalho como uma teoria, mas refere-se indicá-lo com um começo conceitual. Ela procura um caminho para ensinar todos os maiores conceitos da enfermagem médico – cirúrgico em três quartos e para uma maneira de generalizar o conteúdo, para afastar-se de um processo educacional orientado aos procedimentos.Ela estava interessada a fazer as enfermeiras a compreenderem que todo contato enfermeira-paciente leva um questionamento no cuidado de enfermagem. Seu trabalho evolui ao longo dos anos, com atualização mais recente a teoria publicada em 1989, com discussões adicionais em 1990 e 1991.
Levine (1990) acredita que a entrada do paciente no sistema de atendimento de saúde está associada com adesistência de algum grau de independência pessoal. Designar a pessoa que entrou no sistema de atendimento de saúde como Cliente reforça o estado de dependência, pois o cliente é um seguidor.
Ela sustenta o termo paciente por que ele significa sofredor, e o termo dependência associado ao sofrimento.
É a condição de sofrimento que torna possível colocar a independência de lado e aceitar os serviços deoutra pessoa.
A meta da enfermagem é sempre transmitir conhecimento e força para que o indivíduo possa afastar-se da dependência.
Em suas obras, Levine (1989, 1990, 1991) é cuidadosa ao dar créditos aos trabalhos científicos sobre os quais se formou. Ela fala da importância do reconhecimento e da formulação desses adjuntos vitais para o conhecimento. Esse conhecimento não é emprestado é...
tracking img