Teoria de max weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4453 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Max Weber



Trabalho para AV 02,valendo quatro pontos.









Setembro-2012







Equipe: Camila Saldanha
Claudia Patrícia
Cleidson Veras
Francisca Aline
Karine Rodrigues
Renata Andrade
Talita Karen
Vanessa Muniz
Disciplina: Organização e Modelo de Gestão
Professora: VerônicaCurso: Gestão Financeira









Max Weber

Max Weber nasceu e teve sua formação intelectual no período em que as primeiras disputas sobre a metodologia das ciências sociais começavam a surgir na Europa, sobretudo em seu país, a Alemanha. Filho de uma família da alta classe média, Weber encontrou em sua casa uma atmosfera intelectualmente estimulante. Seu pai era um conhecidoadvogado e desde cedo orientou-o no sentido das humanidades. Weber recebeu excelente educação secundária em línguas, história e literatura clássica. Em 1882, começou os estudos superiores em Heidelberg; continuando-os em Göttingen e Berlim, em cujas universidades dedicou-se simultaneamente à economia, à história, à filosofia e ao direito. Concluído o curso, trabalhou na Universidade de Berlim, na qualidade de livre-docente, ao mesmo tempo em que servia como assessor do governo. Em 1893, casou-se e; no ano seguinte, tornou-se professor de economia na Universidade de Freiburg, da qual se transferiu para a de Heidelberg, em 1896. Dois anos depois, sofreu sérias perturbações nervosas que o levaram a deixar os trabalhos docentes, só voltando à atividade em 1903, na qualidade de co-editor do Arquivode Ciências Sociais (ArchivtürSozialwissenschatt), publicação extremamente importante no desenvolvimento dos estudos sociológicas na Alemanha. A partir dessa época, Weber somente deu aulas particulares, salvo em algumas ocasiões, em que proferiu conferências nas universidades de Viena e Munique, nos anos que precederam sua morte, em 1920.
Max Weber e a Teoria das Organizações

Os grupossociais dividem-se em duas grandes categorias: primários e secundários.

Grupos sociais primários

Encontram-se na categoria dos grupos sociais primários as famílias, os grupos
de amigos e de vizinhos e certos grupos de interesse profissional ou social, como os grupos de voluntários e de artistas amadores. Nestes grupos, também chamados informais, predominam as relações pessoais. Em muitos gruposdeste tipo, as pessoas ingressam e saem voluntariamente.

Grupos sociais secundários

A categoria dos grupos sociais secundários abrange os grupos formais, assim chamados porque com eles as pessoas têm relações regidas por regulamentos explícitos. É o caso de todos os tipos de organizações formais, especialmente da maior delas, o Estado. As organizações formais baseiam-se em normas explícitasque criam direitos e obrigações para seus integrantes.
Em todo grupo sempre há algum grau de definição de objetivos, uso de recursos, divisão de trabalho e processos de transformação. Para resolver problemas com algum grau de complexidade, ou para administrar sistemas complexos de recursos, os grupos primários comportam-se eventualmente como organizações. No entanto, não são organizações formaispermanentes, como uma empresa ou a Prefeitura.
Essa é a diferença: todos os grupos sociais têm os elementos que definem as organizações. Alguns são organizações formais, regidas por regulamentos, enquanto outros são grupos sociais primários ou informais, regidos por relações pessoais.
Todas as organizações formais são burocracias. A palavra burocracia identifica as organizações que se baseiam emregulamentos. Há uma razão extremamente importante para se entender o que é a burocracia: a sociedade organizacional é, também, uma sociedade burocratizada. Todas as organizações com ai - qual você está ligado de alguma forma são burocracias, regidas por regulamentos que criam direitos e obrigações.

TIPO IDEAL DE BUROCRACIA SEGUNDO MAX WEBER E SUAS CARACTERÍSTICAS

A teoria da burocracia...
tracking img