Teoria das relações internacionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1793 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TEXTO: “Teoria das Relações Internacionais”
Capítulos 5 & 6
AUTOR: Kenneth N. Waltz

A Teoria Estruturalista surgiu por volta da década de 50, como um desdobramento dos autores voltados para a Teoria da Burocracia, que tentaram conciliar as teses propostas pela Teoria Clássica e pela Teoria das Relações Humanas. Os autores estruturalistas procuram inter-relacionar as organizações com o seuambiente externo, que é a sociedade maior, ou seja, a sociedade de organizações, caracterizada pela interdependência entre as organizações. Daí Waltz começa o capítulo 5 de seu livro afirmando que “resultantes político-internacionais não podem ser explicadas de forma reducionista.”, ou seja, Teoria de Relações Internacionais não devem se ater somente às questões de nível estatal, e sim a um nívelsistêmico, onde as unidades interagem entre si formando uma estrutura.
O conceito de estrutura é um tanto quanto abstrato, para defini-lo é necessária a existência de um conjunto de unidades em constante interação. Entretanto Waltz se abstrai das características comportamentais das unidades, para poder entender como a estrutura do sistema internacional influencia nas ações dos Estados. Para isso,“a estrutura política interna tem de ser examinada de forma a estabelecer a distinção entre expectativas sobre o comportamento e suas resultantes nos domínios interno e externo.”. Pois assim, tornará mais fácil desenvolver uma teoria sistêmica.
A política interna é ordenada hierarquicamente, através de relações de superioridade e subordinação. Esse é o primeiro ponto para se entender o conceito deestrutura. Para Waltz, “uma estrutura política interna é assim definida, primeiro, de acordo com o principio pelo qual é ordenada; segundo pela especificação das funções de unidades formalmente diferenciadas; terceiro pela distribuição das capacidades dessas unidades... A definição tripartida de estrutura inclui apenas o que é requerido para mostrar como as unidades de um sistema são posicionadasou organizadas.”.
Dados os sistemas internos e externos, seus princípios ordenadores baseiam-se na centralização e na descentralização de poder, como também na hierarquia e na anarquia. Internamente existe um governo com autonomia para guiar e criar uma condição de subordinação regendo a política interna de forma hierárquica. Já em âmbito internacional, como há a ausência de um governocentralizador, a política internacional é estabelecida por um principio anárquico, onde formalmente todos os Estados são iguais e nenhum deve comandar ou obedecer. Pelo que foi visto até agora, estrutura define um sistema ordenado. O conceito de estrutura está atrelado a uma base organizacional, porém, pelo que foi estudado, o princípio que determina as relações internacionais está na falta de ordem e deorganização. “Se a estrutura é um conceito organizacional, os termos estrutura e anarquia parecem estar em contradição.”
O autor ao se indagar sobre como se imaginar uma ordem sem um ordenador, por analogia à teoria microeconômica, descreve como a ordem é criada através de atos egoístas e de unidades individuais que na teoria é dado por pessoas e firmas. Dando continuidade a teoria microeconômica,os sistemas político-internacionais como os mercados econômicos são formados pela cooperação de unidades egoístas. Estes são originariamente individualistas, gerados espontaneamente e involuntários. Dadas as comparações entre mercado e sistema político-internacional a sua formação tem a mesma diligência, porém os objetivos têm suas divergências. No mercado econômico, o principal objetivo depessoas e firmas é a maximização dos lucros. Mas em um sistema político-internacional esses objetivos variam da luta pela sobrevivência à ambição de conquistar o mundo.
O segundo ponto tratado por Waltz na tentativa de conceituar estrutura política, especifica as funções desempenhadas pelos Estados envolvidos no sistema. “Os Estados que são as unidades de sistemas político-internacionais não são...
tracking img