Teoria da vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (253 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
cerca de dois bilhões de anos depois do surgimento da Terra.
Hipótese do fixismo
Essa hipótese de origem da vidasegue os princípios do Gênesis, primeiro livro bíblico do "Velho Testamento", em que Deus criou todas as coisas que existem na Terra e elas são dessa maneira desde omomento da criação. De acordo com essa proposição, o ser humano e todos os seres vivos não sofreriam alterações ao longo do tempo, apresentando as mesmascaracterísticas, ou seja, as espécies seriam imutáveis (fixas).

A hipótese da geração espontânea ou abiogênese
Na Grécia antiga, há mais de 2000 anos,o filósofo grego Aristóteles acreditava que os seres vivos poderiam surgir a partir de matéria inanimada e de forma espontânea. Essa hipótese sobre a origem davida ficou conhecida como geração espontânea.
Segundo essa hipótese, determinados objetos poderiam conter um "princípio ativo", isto é, uma espécie de "força"capaz de transformá-los em seres vivos. Através da geração espontânea, explicava-se, por exemplo, o aparecimento de vermes no intestino humano, como a lombriga, ou osurgimento de larvas no lixo ou na carne em putrefação. Essa teoria sobre a origem da vida foi tão difundida no meio científico que um célebre médico belga (JanBaptista Van Helmont) apresentou uma maneira de produzir ratos. Segundo Van Helmont, bastava colocar em um canto sombrio e escuro camisas suadas, espalhando sobreelas grãos de trigo e no final de 21 dias surgiriam ratos.
Outro cientista da época que defendia ardorosamente essa teoria do princípio da vida foi John
tracking img