Teoria da contingência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (268 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA DA CONTINGÊNCIA
A teoria da Contingência enfatiza que não há nada de absoluto nas organizações ou na teoria administrativa.Tudo é relativo.Tudo depende.A abordagemcontingencial explica que existe uma relação funcional entre as condições do ambiente e as técnica administrativas apropriadas para o alcance eficaz dos objetos da organização.As variáveisambientais são variáveis independentes, enquanto as técnicas administrativas são variáveis dependentes dentro de uma relação funcional.Na realidade, não existe uma causalidade direta entreessas variáveis independentes e dependentes, pois o ambiente não causa a ocorrência de técnicas administrativas. Assim, em vez de uma relação de-causa-e-efeito entre variáveis independentesdo ambiente e variável administrativas dependente, existe uma relação funcional entre elas. Essa relação funcional é do tipo “se-então” e pode levar a um alcance eficaz dos objetivos daorganização.

ORIGENS DE TEORIA DA CONTINGÊNCIA
A teoria da contingência surgiu a partir de varias pesquisas feitas para verificar os modelos de estruturasorganizacionais mais eficaz em determinados tipos de empresas.Essas pesquisas pretendiam confirmar se as organizações mais eficazes seguiam os pressupostos da Teoria Clássica,como divisão dotrabalho,amplitude e controle, hierarquia, de autoridade etc.Os resultados das pesquisas conduziram a uma nova concepção de organização: a estrutura da organização e o seu funcionamento sãodependentes da interface com o ambiente externo.Verificam que não há um único melhor jeito de organizar.

 

  Referências:

CHIAVENATO/IDALBERTO Introdução à Teoria Geral daAdministração.Teoria da Contingência em busca da flexibilidade e da agilidade.Ed.Campos Rio de Janeiro.RJ.2003.

Disponível em www.portaladm.adm.br , acesso em 10/03/11 às 16:45
tracking img