Teoria critico reprodutivistas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIAS CRÍTICO-REPRODUTIVISTAS

por André Wagner Rodrigues

A escola se encarrega das crianças de todas as classes sociais desde a mais tenra idade, inculcando nelas os saberes contidos daideologia dominante (a língua materna, a literatura, a matemática, a ciência, a história) ou simplesmente a ideologia dominante em estágio puro (moral, educação cívica, filosofia).
Na escola, ou emqualquer ambiente que se pretenda educativo, as idéias dominantes serão aquelas que favoreçam ou atendam os interesses capitalistas. Estando a escola inserida em um contexto sócio-econômico definido, ouseja, fazendo ela parte de uma sociedade capitalista, de classes, onde dominantes exploram dominados, há que se supor que a educação ali promovida acaba por refletir o ideal político dominante naquelasociedade.

Os críticos-reprodutivistas, acreditam portanto, que a escola formal exerce o papel de reprodutora da sociedade de classes, reforçadora do modo de produção capitalista e, por issomesmo, repressora, autoritária e inculcadora da ideologia dominante. 

A teoria da violência simbólica

Pierre Bourdieu e Jean-Claude Passeron, sociólogos franceses desenvolveram rigorosa crítica àInstituição escolar. Para eles, a escola não é uma ilha separada de um contexto social; ao contrário, o sistema social marca os indivíduos submetidos à educação de maneira inevitável e irreversível. Paraeles a Escola dissimula uma verdadeira violência simbólica.

O que é a violência simbólica?

Esse tipo de violência é exercido pelo poder de imposição das idéias transmitidas por meio dacomunicação cultural, da doutrinação política e religiosa, das práticas esportivas, da educação escolar, etc.
Por meio da violência simbólica as pessoas são levadas a agir e a pensar de uma determinadamaneira imposta, sem se darem conta de que agem e pensam sob coação.

A violência simbólica na Escola

Para os autores, a Escola constitui um instrumento de violência simbólica porque reproduz os...
tracking img