Teoria correspondista da verdade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1245 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA
CURSO INTEGRADO DE MANUNTENÇÃO E SUPORTE EM INFORMÁTICA











TEORIA CORRESPONDISTA DA VERDADE












CAMPINA GRANDE PB
SET/2010
ALAN KLEYDSON ROCHA DINIZ
ELTHON FERREIRA RIBEIRO
ERICLES ALVES FERREIRA
FERNANDO MITCHAEL
HENRIQUE MONTEIRO GADELHA







TEORIA CORRESPONDENTISTA DAVERDADE




Trabalho de Filosofia sobre a teoria correspondentista da verdade apresentado ao Curso Integrado de Manutenção e Suporte em Informática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB.

Orientador: Professor: Prof. Allan Patrick







CAMPINA GRANDE PB
SET/2010
SUMÁRIOINTRODUÇÃO.......................................................................................................................04
1 TEORIA DA VERDADE POR CORRESPONDÊNCIA.................................................05
2 FATOS HETEROGÊNEOS................................................................................................06
3 OUTRAS OBJEÇÕES.........................................................................................................07CONCLUSÃO.........................................................................................................................08
BIBLIOGRAFIA
ANEXO
























INTRODUÇÃO


A teoria correspondentista é a mais antiga, tendo sua origem na célebre formulação de Aristóteles na Metafísica: “dizer do que é que não é, ou do que não é que é, é falso, enquantodizer do que é, ou do que não é, é verdadeiro.” Versões da teoria da correspondência foram defendidas por Wittgenstein, Russell, Austin, entre outros. Apesar das distinções, pressuposto básico dessa teoria é que a verdade de uma proposição consiste em sua relação com o mundo, isto é, em sua correspondência com os fatos ou estados de coisas. Sendo S uma sentença qualquer (ou afirmação, crença,proposição, etc.),eis a formulação básica: S é verdadeira se e somente se corresponde a um fato. Portanto, neste trabalho irá se abordar um pouco mais sobre esta teoria, que por sua vez busca a tão discutida verdade, onde há várias teorias em relação a mesma, mas, a da verdade por correspondência é a mais plausível e aceita pelos filósofos.
























1 TEORIA DAVERDADE POR CORRESPONDÊNCIA


A teoria da verdade por correspondência é a mais antiga e também a mais plausível. É a única que se encontra dicionarizada. Ela foi primeiramente proposta por Platão no diálogo Sofista, tendo sido sintetizada por Aristóteles, em sua Metafísica, sob o famoso dito: “dizer do que é que é e do que não é que não é, é dizer o verdadeiro; dizer do que é que não é e do que não éque é, é dizer o falso”.
Durante a Idade Média Tomás de Aquino, em seu ensaio intitulado Da Verdade, refere-se com aprovação a um sujeito chamado de Isaac Israeli como tendo afirmado que a verdade é a adequação da coisa ao intelecto (Veritas est adaequatio rei et intellectus). Com isso a formulação aristotélica foi substituída por outra muito mais sintética, em que a verdade é a adequação oucorrespondência do que pensamos com a realidade.





















2 FATOS HETEROGÊNEOS


Quando se define fato, diz-se que: fato é o que realmente acontece, ou, fato é o que é verdadeiro, ou o que corresponde à verdade etc. Então, é fácil ver, que está caindo em um círculo: para definir a verdade como correspondência a fatos, tem-se de omitir que acabou de definir fatoutilizando da idéia de verdade como correspondência a fato. Não podendo esquecer isso, não se pode omitir isso, seria então, facilmente, a condução para perceber que se anda em círculos. Um círculo, em teoria, não leva a nada.
Em outras palavras, se comparando coisas heterogêneas, ou seja, de um lado algo que é lingüístico – uma expressão, um enunciado, uma frase etc. – e de outro lado algo...
tracking img