Teoria Cognitiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Teoria cognitiva
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Esta página foi marcada pararevisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
A Teoria Cognitiva foi criada pelo suíço Jean Piaget para explicar o desenvolvimento cognitivo humano. Essa característica da sua obra a tornou uma das maiores contribuições para a psicologia dodesenvolvimento, pois muitos psicólogos incluindo Piaget tiveram a certeza que a construção do ser humano é um processo que vai acontecendo ao longo da vida das crianças.

Destacamos que as pesquisa por Piaget foi realizada por meio de observação de seus filhos, ele anotava o crescimento dia a dia. De acordo com esta teoria, o desenvolvimento cognitivo humano é dividido em 4 estágios.

Índice [esconder] 
1 Sensório-motor
2 Pré-operatório
2.1 O segundo estágio de desenvolvimento considerado por Piaget é o estágio pré-operatório, que coincide com a fase pré-escolar e vai dos dois anos de idade até os sete anos, em média.
3 Operatório concreto
4 Operatório formal
5 Equilíbrio e acomodação
6 Ver também
7 Referências
8 Bibliografia
Sensório-motor[editar | editar código-fonte]
No estágiosensório-motor, que dura do nascimento até aproximadamente os dois anos de idade, a criança busca adquirir controle motor e aprender sobre os objetos que a rodeiam. Esse estágio é chamado sensório-motor, pois o bebê adquire o conhecimento por meio de suas próprias ações que são controladas por informações sensoriais imediatas. Nesse período o desenvolvimento físico é o suporte para o aparecimento denovas habilidades, como sentar, andar, o que propiciara um domínio maior do ambiente.

Ao fim do período, por volta dos dois anos, a criança apresenta uma atitude mais ativa e participativa, é capaz de entender algumas palavras, mas produz uma fala imitativa. Nesse período, a inteligência prática é assentada na percepção e na motricidade. Essa inteligência é utilizada a partir de seus esquemassensoriais e motores, provindos dos reflexos genéticos, para solucionar problemas imediatos como pegar, jogar ou chutar bola.

O estágio subdivide-se em até 6 subestágios nos quais o bebê apresenta, desde reflexos, até o início de uma capacidade representacional ou uso de símbolos.

As principais características observáveis durante essa fase, que vai aproximadamente até os dois anos de idade dacriança são:

a exploração manual e visual do ambiente;
a experiência obtida com ações, a imitação;
a inteligência prática (através de ações);
ações como agarrar, sugar, atirar, bater e chutar;
a coordenação das ações irá proporcionar o surgimento do pensamento;
a centralização no próprio corpo;
a noção de permanência do objeto;
Pode-se dizer que no Período Sensório-motor a criança conquista, atravésda percepção e dos movimentos, o universo imediato que a cerca. Ela descobre que, se puxar a toalha da mesa, o pote de bolacha ficará mais próximo dela (conduta do suporte).

Pré-operatório[editar | editar código-fonte]
O segundo estágio de desenvolvimento considerado por Piaget é o estágio pré-operatório, que coincide com a fase pré-escolar e vai dos dois anos de idade até os sete anos, emmédia.[editar | editar código-fonte]
Nesse período, as características mais importantes são:

inteligência simbólica;
o pensamento egocênctrico, intuitivo e mágico;
a centração (apenas um aspecto de determinada situação é considerado);
a confusão entre aparência e realidade;
ausência da noção de reversibilidade;
o raciocínio transdutivo (aplicação de uma mesma explicação a situações parecidas);
a...
tracking img