Tensoestruturas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3843 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

Estruturas tensionadas ou tenso estruturas são coberturas onde o elemento principal é a própria cobertura, a qual permanece sob constante estado de tracionamento, contrastando com os elementos metálicos comprimidos e promovendo o total equilíbrio do sistema.
Sistemas estruturais tracionados são aplicados à cobertura de grandes vãos – obras em que sãotecnicamente imbatíveis em relação a outros sistemas –, mas há uma falta de cultura técnica específica, prevalecem conceitos equivocados sobre a durabilidade desse tipo de obra e a dependência de materiais importados é grande.
O tecido que forma a tenso estrutura tem uma capacidade própria de resistência aos esforços externos. A resistência pode ser maior ou menor de acordo com a forma geométricaassumida, sempre em dupla curvatura, e também com o material do tecido escolhido para a cobertura.
Usando-se uma base retangular ou quadrada com dois vértices (pontos) fixos em nível inferior e dois em pontos superiores, as fibras do tecido que convergem para cima resistem a pressões do vento ou peso da neve (cargas que agem de cima para baixo); e as fibras que convergem para baixoresistirão aos esforços de vento na sucção (cargas que agem de baixo para cima). Quanto maior a diferença de distância entre os dois níveis, maior a eficiência no combate a estas cargas. 












Estas estruturas não estão restritas as formas. Pode-se com maior liberdade que em outros sistemas estruturais, escolher o campo de tensões e a, partir daí, escolher a forma destecampo. Esta característica de variabilidade de soluções, tanto espaciais, geométricas e de materiais, faz deste sistema um recurso bastante usado atualmente.








2. HISTÓRIA

São adaptáveis, mínimas, ecológicas, portáteis, entre uma série de caracterizações que lhes são atribuídas, tendo-se em vista o seu uso continuado por milênios, servindo a fins que de outro modo seriamimpossíveis ou bem mais difíceis e onerosos de se alcançar.
No tempo da madeira e da pedra, no tempo dos metais e dos sintéticos, estruturas de membranas sempre estiveram presentes como opção construtiva para o ser humano.
Há mais de dois mil anos, povos nômades do Saara, Arábia e Irã utilizavam peles de animais para construir abrigos desmontáveis.
Muitos teatros eanfiteatros romanos eram produzidos a partir de linhas de tecido. As tendas feitas de peles de animais ou materiais tramados foram usadas ao longo da história e são usadas pelo mundo inteiro, principalmente em sociedades nômades que necessitam de coberturas portáteis, que é uma grande vantagem dessas estruturas.











Por causa da carência de avanços na fabricação decabos, tecidos e conexões resistentes, além da falta de demanda, houve pouco desenvolvimento das tendas entre o tempo dos Romanos e o século XIX. Depois da Revolução Industrial essa demanda aumentou, quando houve a necessidade de tendas grandes (utilizadas para o entretenimento de populações, como os circos) e de materiais de grande resistência, pois esses sistemas eram produzidos em massa e eramrelativamente baratos.
Em todas as situações as membranas eram relativamente oscilantes e a estabilidade era resultado de uma combinação de cabos entrelaçados e de coberturas muito leves, comparando-se aos materiais atuais, que são bem mais pesados.


Após a Segunda Guerra Mundial surgiu uma nova era, com o desenvolvimento de vários tipos de mantas estruturais, levando-se em contaos benefícios em termos de luminosidade e flexibilidade. Agora além do peso, a estabilidade é assegurada também pelo projeto e pelo acréscimo de curvaturas pré-tensionadas induzidas.
Em 1957, o arquiteto e engenheiro Frei Otto, funda o Centro de Desenvolvimento de Construções Leves em Berlim, e em 1964 cria o Instituto de Estruturas Leves na Universidade de Stuttgart, eventos que...
tracking img