Tempestades

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1146 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TITULO: TEMPESTADES

Introdução:

Este texto tem como objetivo relatar e orientar sobre as causas e efeitos que as tempestades implicam na sociedade de modo geral e principalmente na nossa região (região metropolitana de Campinas).

Desenvolvimento:

As tempestades, furacões tufões, ciclones e tornados, são fenômenos naturais, que sempre ocorreram no planeta.
Porem,em decorrência da poluição do planeta que ocasionalmente resulta no efeito estufa, esses fenômenos vem se intensificando e trazendo danos ao homem e trazendo sérios impactos ambientais a vida terrestre.
O aquecimento global é a hipótese que os cientistas criaram para explicar o fato de que dados obtidos indicam um aumento de temperatura em várias partes do globo, verificadas nos últimos 150anos.
Há a preocupação crescente de que em meados, ou no final do século 21, as atividades do homem terão mudado as condições básicas que possibilitaram o aparecimento de vida sobre a Terra.
Várias atividades humanas lançam na atmosfera gases que já fazem parte do Efeito estufa, como o gás carbônico ( CO2) entre outros. Dentre essas atividades, podemos destacar a emissão de gasespelas industrias, pelos veículos, o desmatamento, entre outros. Não há mais dúvida, não é mais previsão, é um fato concreto, e todos nós estamos sujeito a ele.
Na nossa região, por estarmos em constante crescimento demográfico e populacional, somos diretamente afetados pela mudança do clima, como o aumento da temperatura, e a falta de regularidade das chuvas.
Tivemos em algumas ocasiõeso registro de alguns furacões em nossa região, porem em baixa intensidade, mas que mesmo assim, nos trouxeram prejuízos, vítimas e danos diversos. Isso é preocupante, pois o Brasil, por ser um pais tropical do hemisfério sul, teoricamente estaria livre desses fatos.
Essas catástrofes ecológicas estão acontecendo cada vez com mais freqüência em todo o mundo, podemos destacar alguns fatosocorridos recentemente, como por exemplo as enchentes em Santa Catarina, onde as chuvas causaram prejuízos incalculáveis para o estado e deixaram quase 140 mortos. Quando os rios atingiram o nível mais alto, mais de 70 mil pessoas estavam fora de suas casas. No último balanço da Defesa Civil, havia 81 municípios em estado de emergência ou calamidade pública e seis pessoas se encontram desaparecidas,o que pode elevar o número de mortos.
Outro caso foi em Minas Gerais onde tivemos 57 municípios em situação de emergência e calamidade pública. Segundo a Defesa Civil, 23 pessoas morreram por conta das chuvas dos últimos meses. As tempestades agravam os alagamentos no Estado do Rio por conta dos rios que nascem no estado vizinho. Atualmente, há mais de 30 mil pessoas fora de casa na região.A chuva chama a atenção porque mata rapidamente, mas a seca também traz efeitos ruins para a população. Falta comida e os preços sobem. Não tem como dizer de bate-pronto, mas pode haver relação com o aquecimento global

Tempestades tropicais

Tempestades tropicais se formam sobre águas quentes do oceano, próximo ao Equador. Águas mais quentes resultam em mais tempestades e emtempestades mais intensas. Em anos recentes, tem havido um aumento tanto no número quanto na gravidade de tempestades tropicais. A estação de furacões no Atlântico em 2005 foi especialmente devastadora, tendo três deles — Katrina, Rita e Wilma — provocado enormes estragos nos Estados Unidos e no México.

A passagem das tempestades tropicais do Atlântico é considerada como sendo de junho anovembro. Mas, em 2005, a tempestade tropical Zeta, a tempestade final da passagem do furacão, se formou no fim de dezembro durou até janeiro de 2006. É tentador atribuir o aumento na atividade de tempestades ao aumento das temperaturas globais. Pode ser o caso, mas a situação é mais complicada. Houve ciclos de intensidade e freqüência de tempestades no passado. Dos anos trinta aos anos cinqüenta,...
tracking img