Tecnologias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1713 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Meu nome é Risalva, tenho 28 anos moro em São Paulo, sou nordestina nascida em Pernambuco no município de Rio Formoso.
Meus pais são retirantes do nordeste vieram para São Paulo em busca de um sonho, Sonho este de proporcionar a família uma vida mais confortável e sem tantas restrições.
Somos em cincos irmãos, eu sou amais velha.
Mesmo estando em São Paulo a vida não foi nada fácil para eles,pois não tinham estudo, tiveram que ir trabalhar na roça muito cedo, abandonando assim os estudos.
Minha mãe concluiu o 3° colegial aqui em São Paulo e meu pai só tem até a antiga 4° série .
Quando tinha 6 anos meu pai sofreu acidente de trabalho onde perdeu uma visão, uma audição, o olfato e um pouco de equilíbrio nas pernas, em conseqüência desse acidente ficou hospitalizado vários disseacidente meses chegando até ser desenganado pela medicina .
Foi tido como louco, ele caiu de cabeça para baixo da altura de sete metros.
O impacto da queda foi tão grande que os médicos tiveram que abrir sua cabeça para retirada do sangue pisado.
Seu estado psicológico ficou tão abalado que os médicos tiveram que amarrá-lo para que o mesmo não visse cometer algo onde pudesse prejudicar a ele e aosoutros pacientes.
Foi uma fase da minha infância muito complicada, até hoje não esqueço como minha mãe recebeu a notícia do acidente.
Estávamos em uma festa numa chácara todos sorriam e se divertiam porém quando a notícia foi anunciada não houve mais motivo para continuarmos a comemoração pois naquele momento um dos amigo da família acabava de sofrer um acidente trágico.
Minha mãe caiu sentadacom o impacto da notícia. Estava grávida esperando a terceira filha, passamos privações pois o provedor da família não tinha mais como levar o alimento, aluguel entre outras coisas para dentro de casa, mas tivemos apoio de amigos e parentes que nos ajudaram dando apoio moral e nos abastecendo de tudo que precisávamos.

Em conseqüência de todo esse conflito na minha vida fui uma criança que tivemuita dificuldade na aprendizagem, principalmente na matemática, leitura e escrita.
Lembra-me de quando estava na pré-escola, meus coleguinhas aprenderam a escrever seus nomes com mais facilidade que eu.
A minha ansiedade era muito grande para escrever meu próprio nome, então eu ficava na expectativa para conseguir escrever sem a ajuda da professora, tinha vergonha por não ter aprendido.
Naverdade eu não queria decorar as letras, eu queria entender e escrever porem era muito cedo para que eu entendesse o significado de cada letra.
Sempre fui uma criança ansiosa e continuo sendo ansiosa e impaciente .
Isso tem me atrapalhado um pouco, sei que com paciência e perseverança podemos ir a lugares mais alto onde ninguém acredita que possamos chegar.
Quando consegui aprender a escrevermeu próprio nome me senti ‘gente grande’ achava que já sabia ler, achava interessante quando a professora colava na parede ou em exposição na lousa algumas figuras e a palavra ao lado, dessa forma ficava mais fácil aprender a escrever pois era de forma lúdica que aprendia e aquilo me encantava.
Bom fiz minha formatura da pré-escola, foi a primeira de muitas que viram porque posso todas as coisasem Deus.
Foi um dia marcante não consigo apagar de minha memória.
O pátio estava repleto de pais, alunos, funcionários e o corpo dorenti .. Forma feitas muitas homenagens a vários professores e alunos.
A escola era tradicional e todos os alunos estavam vestidos com os uniformes para participarem daquele evento.
Quando chamaram meu nome fiquei emocionada era um sentimento de alegria etristeza, pois sabia que não veria mais a minha professora preferida, ela se chamava Silvia. Era um exemplo de professora, tinha um olhar firme e ao mesmo instante era doce, sabia conquistar os alunos com carinho e respeito. Mas por outro lado estava feliz iria para a 1° série onde aprenderia a ler.
Quando iniciou-se o ano fiquei um pouco assustada percebendo que não poderia brincar igual no pré....
tracking img