Tecnologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3512 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FÔRMAS



Tem como finalidade modelar elementos estruturais de concretos.
Os materiais empregados na confecção das fôrmas são os mais diversos, dentre.
eles:
∗ Madeira serrada
∗ Aço ou alumínio
∗ Fibra de vidro (fiberglass), para lajes nervuradas e pré-moldados;
∗ Concreto, para fôrmas de pré-moldados;
∗ Tijolos
∗ Solo, para fôrmas de blocos, sapatas, muros e pisos;
∗Poliestireno expandido, para lajes nervuradas e estruturas com forma perdida;
∗ Tubo de papelão, para pilares de seção circular e estruturas com fôrmas perdidas


Pode-se relacionar vários tipos de fôrmas,

• fôrmas para PILARES
• fôrmas para VIGAS
• fôrmas para LAJES
• fôrmas para SAPATAS
• fôrmas para BLOCOS
• fôrmas para PAREDES
• fôrmas para ESCADAS
• fôrmas paraCONCRETO APARENTE

Dentre esta se destacam: SAPATA, PILARES, VIGAS, LAJES, ESCADAS, CONCRETO APARENTE.

SAPATA

FOTO



(material descartável);
Utilizada desde a antigüidade como apoio na execução de alvenarias, a madeira
ainda domina o mercado de fôrmas para concreto, no Brasil e no exterior. Os
compensados resinados e plastificados são os que melhor cumprem o papel de molde
e têm,por isso, a preferência dos construtores.
As fôrmas devem satisfazer aos requisitos de ordem geral enumerados a
seguir:
1. Devem ser executadas rigorosamente de acordo com as dimensões indicadas no
projeto estrutural (planta de fôrmas).
2. Devem resistir a esforços estáticos a que vão estar submetidas (peso do concreto,
da armadura e das próprias fôrmas), e também a esforços dinâmicos(concretagem,
vento, choques, etc.);
3. Devem apresentar estanqueidade, para que não haja fuga da pasta de cimento;
4. Devem ser construídas de tal forma que possam ser retiradas com facilidade;
5. Devem ser projetadas e executadas de tal forma que permitam o maior número
possível de reaproveitamentos (grande durabilidade);
65
De acordo com a norma brasileira NBR 6118
(“Projetoe execução de obras de concreto armado”), as
fôrmas devem ser dimensionadas e construídas
obedecendo as prescrições das normas NBR 7190 e
NB14 para estruturas de madeira e estruturas metálicas,
respectivamente. Tais normas discriminam as cargas a
serem consideradas, envolvendo esforços horizontais e
verticais. No caso de fôrmas de grande altura, como
pilares, colunas e paredes, apressão exercida pelo
concreto nas laterais da fôrmas é importante; em vigas,
é também importante o peso próprio atuando sobre o
fundo da fôrmas (figura 6.1). Nas lajes, considera-se
apenas o peso próprio.

Figura 6.1 - Tensões
atuantes nos painéis das
fôrmas

Um projeto completo deve conter a representação gráfica do dimensionamento
das fôrmas com as medidas, quantidades,distribuição dos componentes e todas as
informações necessárias à execução das fôrmas, sem a necessidade de consulta
prévia ou possibilidade de problemas de interpretação. O projeto deve ser
acompanhado da definição do tipo de material, das recomendações de manuseio dos
componentes, da seqüência de montagem e desmontagem, do posicionamento das
escoras remanescentes e da forma de verificaçãodos elementos ao longo do processo
construtivo.
6.1.1 FÔRMAS CONVENCIONAIS DE MADEIRA
As fôrmas convencionais de madeira para estruturas de concreto armado de
edifícios comuns geralmente não são calculadas, a não ser em casos especiais, como
peças de grande altura e peças para grandes vãos. As fôrmas são então executadas
de acordo com a prática dos mestres de obra, sendosuperficialmente verificadas
pelos engenheiros. Na verdade, observa-se freqüentemente a completa ausência de
projetos e especificações de montagem, permanecendo as fôrmas como atribuição
dos carpinteiros. Isso tem ocasionado muita diversidade de critérios na sua utilização:
algumas vezes há um excesso no consumo de madeira, e em outras o emprego é
deficiente, com evidente prejuízo.
O sistema...
tracking img