Tecnologia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1563 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “JÚLIO DE MESQUITA FILHO”
FACULDADE DE DIREITO, HISTÓRIA E SERVIÇO SOCIAL.
CURSO: 4º SERVIÇO SOCIAL HORÁRIO: DIURNO
DISCIPLINA: PROJETO DE INVESTIGAÇÃO E PRÁTICA III
DOCENTE: CIRLENE APARECIDA H. SILVA OLIVEIRA
DISCENTE: CAROL MARIA PEREIRA
DATA: 24/11/2010_________________________________________________________________________






VERBETE: TECNOLOGIA SOCIAL





Tecnologia Social (TS) é uma nova maneira de abordar e intervir junto às demandas advindas da questão social. O conceito consiste em todo procedimento, constituído por métodos, processos e técnicas, que vise solucionar algum problema social e que possua como características a simplicidade, baixo custo, fácil aplicabilidade e impactosocial evidente. Uma definição construída coletivamente esclarece que as tecnologias sociais são um “conjunto de técnicas e procedimentos, associados a formas de organização coletiva, que representam soluções para a inclusão social e melhoria da qualidade de vida” (FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL, 2004, p.66).
A partir disso, podemos afirmar que as tecnologias sociais são metodologias e processos decaráter reaplicável – isto é, uma tecnologia social efetuada na região norte do país pode ser reaplicada, com adaptações, na região sul do país – que são desenvolvidos através da interação com a comunidade, conciliando conhecimento científico com conhecimento popular, na busca da inclusão social.
A tecnologia social surge no Brasil, na presente década, como alternativa ao paradigma tecnológicoconvencional desenvolvido pelo e para o capital. O assunto surge com duas características peculiares, a primeira é o marco analítico-conceitual que forma o conceito atual e a segunda é o seu caráter de rede.
De acordo com Lassance Jr. e Pedreira, no livro “Tecnologia Social – uma estratégia para o desenvolvimento”, a Rede de Tecnologia Social:


“[...] é uma rede que seforma a partir da percepção de que as iniciativas orientadas à dimensão científico-tecnológica, tanto as de natureza privada como as de política pública, têm se mostrado incapazes de deter o agravamento dos problemas sociais e ambientais e de promover o desenvolvimento do Brasil” (LASSANCE Jr; PEDREIRA, 2004, p.58).


A percepção de rede pressupõe, portanto, que exista um espaço de constanteinteração e alargamento das relações entre os diversos atores de todas as esferas sociais, constituindo-se, por um lado dos atores das comunidades e dos movimentos sociais e, por outro lado dos atores que detêm os recursos científicos, políticos, econômicos. A rede de tecnologia social pode, dessa forma, aliar e integrar os vários tipos de conhecimento, agregando valores ao conhecimento popular eproporcionando o empoderamento e novas possibilidades à massa popular.
É importante inserir a temática das tecnologias sociais no contexto de um país como o nosso. Neste sentido, duas questões favorecem a implementação das TS no Brasil: o cenário político e o surgimento de correntes teóricas que favoreceram esse processo.
O cenário político internacional estava em processo de globalização,no qual os detentores do capital das economias avançadas eram beneficiados em detrimento dos países periféricos, e o cenário político nacional se manifestou por um projeto de integração com caráter de subordinação e exclusão, que por sinal agravava o estilo desigual de desenvolvimento de nosso país. Esse panorama se torna propício para a difusão de uma maior preocupação com os mecanismostecnológicos e econômicos que agravam a desigualdade social, e com o incentivo à constituição de um desenvolvimento mais sustentável.
O outro fator que favoreceu a discussão do tema no Brasil foi o surgimento de correntes teóricas que colaboraram para a formulação do marco analítico-conceitual que culminou, atualmente, no conceito de tecnologia social.
Como já foi mencionado no início, o caráter...
tracking img