Tecnologia da informação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 

1

NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA: A PROPAGANDA DA WEB COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA Simone Dália de Gusmão ARANHA 1 RESUMO Tendo em vista que as singularidades dos gêneros discursivos advindos da tecnologia digital provocam mudanças expressivas no uso da linguagem, na estruturação da sociedade, e conseqüentemente no ensino de língua materna, o presente trabalho objetivademonstrar que atividades pedagógicas que integram os recursos técnico-computacionais utilizados pela mídia virtual constituem um campo vasto e inovador para a reflexão da atividade lingüística nas aulas de língua portuguesa. As peculiaridades estruturais, formais e funcionais desse novo modo discursivo social despertam, cada vez mais, o interesse para pesquisas que abordam essa nova tecnologia.Nessa perspectiva, justificamos o uso da propaganda da web como uma ferramenta pedagógica bastante promissora, considerando a riqueza da linguagem produzida no ambiente virtual, na qual o uso da imagem com a palavra favorece uma forma significativa de ensino, uma vez que amplia as noções tradicionais de leitura/escrita, ao considerar essas atividades no contexto das práticas sociais contemporâneas.Para fundamentar este estudo, tomamos por base os princípios da Semântica Argumentativa, divulgados por Ducrot e seguidores (1984), a noção de gêneros discursivos, apresentada por Bakhtin (2000), e os estudos sobre gêneros digitais, desenvolvidos por Marcuschi (2002) e Xavier (2004). PALAVRAS-CHAVE: Argumentação. Gêneros Digitais; Ensino da Língua Portuguesa;

INTRODUÇÃO De acordo com osprincípios da Semântica da Argumentação, campo de estudos fundado por Oswald Ducrot e seus colaboradores (1984), a língua é fundamentalmente argumentativa. Em sua Teoria da Argumentação na Língua, Ducrot desenvolve um quadro teórico, defendendo a posição de que a argumentação é fator inerente à língua, isto é, a argumentatividade é a sua essência no seu modo de existir enquanto língua. Nessa perspectiva, ouso da língua consiste fundamentalmente no

1

UEPB, Departamento de Letras e Artes, Rua: Floriano Peixoto, nº. 1461, Centro, CEP: 58.100-001, Campina Grande, PB, Brasil, simone-uepb@oi.com.br.

 

2

“esforço” de tentar formar a opinião no “outro”, buscando convencê-lo a aderir ao discurso proferido. Além dos princípios básicos da Semântica Argumentativa, neste estudo, utilizaremos anoção bakhtiniana de gênero, que se respalda numa concepção de língua em diálogo contínuo com a sociedade. Para Mikhail Bakhtin (2000), os gêneros são tipos relativamente estáveis de enunciados (orais ou escritos), situados nas relações mantidas pelos indivíduos, que refletem as condições e finalidades das várias esferas das atividades humanas, através de seu conteúdo, estilo e construçãocomposicional. Outro eixo teórico que norteia este estudo é a Teoria dos Atos de Fala, desenvolvida inicialmente por Austin (1962) e conduzida adiante por Searle (1969). Essa Teoria surgiu em reação àquela tradicional semântica das condições de verdade, que se baseia em uma concepção de uma realidade externa, objetiva, em que através da linguagem verbal podem-se produzir assertivas verdadeiras ou falsas.Assim, qualquer frase ou um segmento lingüístico só seria significativo se pudesse ser avaliado em termos de verdade ou falsidade. Contrapondo-se a essa visão, Austin defende que a língua não é utilizada para apenas descrever a “realidade”, mas também para “alterála”, e, até mesmo, para criar novas realidades, afinal, “todo dizer é um fazer”, ou seja, as ações humanas são concretizadas porintermédio da linguagem. A partir desse referencial teórico, coletamos propagandas hospedadas na rede mundial de computadores, em sites como Uol, Terra, Ig, Bol, Msn, Globo.com, Yahoo, Oi entre outros. Inicialmente, foi feito um levantamento prévio das principais estratégias argumentativas presentes nos dados coletados, e identificamos os enunciados interrogativos como um dos elementos mantenedores da...
tracking img