Tecnicas de ensino (resumo)

Para uma analise das representações sobre as técnicas de ensino

As técnicas de ensino, elemento do processo pedagógico escolar que estabelecem relações com a totalidade social, dispõe, portanto de uma autonomia relativa e subordinada a dados aspectos componentes do referido processo. É nesse sentido que seu lugar pedagógico escolar e social se inscreveu em nosso horizonte de preocupações. Otecnicismo pedagógico significa sobrelevar as técnicas, os processos, os recursos materiais ligados á dinâmica concreta do ensinar e do aprender. A técnica de ensino, nesse âmbito deixa de ser um elemento interposto entre ambos com uma função mediadora, e acaba no mínimo, substituindo o lugar do professor, se não de fato, pelo menos simbolicamente. Portanto, o lugar que as técnicas ocupam numideário pedagógico é que define sua própria constituição. Ou de outra forma: constituição intrínseca da técnica esta na direção da pratica social, á qual ela serve. E isso se resolve no âmbito de ideário pedagógico. Ela pode, portanto ser resgatada em conformidade a outro método ou a um ideário pedagógico.

O estudo do meio como técnica de ensino

Para que o estudo de texto se realize comprofundidade, de modo criativo e criativo, deixa, os clara a posição do aluno não só na predeterminação dos objetivos para o estudo, como também no levantamento das hipóteses que podem ser testadas, confirmadas refutadas ou aceitar, sempre utilizando-se das pistas que o texto pode oferecer. Finalmente partimos do pressuposto de que estudo de texto se complementa com um trabalho de produção de novos textos apartir de um texto estudo criar e deixar florescer muitas outras propostas a partir do engajamento como o texto estudo.

Aula expositiva: Superando o tradicional

Compreendendo a inter-relação entre educação e a pratica social, o professor busca utilizar técnicas de ensino como meios para a aquisição do saber sistematizada. Para transformar a aula expositiva em técnica de ensino capaz deestimular o pensamento critico do aluno é dar-lhe uma dimensão dialógica. O dialogo, entretanto, deve ser considerado não apenas como uma conversação, mas sim como uma busca recíproca do saber. São técnicas que estimulam a atividade e iniciativa dos alunos sem dispensar a iniciativa dos professores, ao mesmo tempo em que podem favorecer o dialogo dos alunos entre si com o professor sem deixar devalorizar o dialogo com a cultura acumulada historicamente, a aula expositiva pode perfeitamente assumir um caráter transformador entre professor e alunos numa relação dialógica.

Na sala de aula: Estudo dirigido

Trata se de um conjunto de textos com abordagens heterogêneas, onde se encontram desde um posicionamento escolanovista, com enfoque predominantemente psicológicos, tão usuais em livros dedidática, ate os de uma visão tecnicista, que reforça a idéia de neutralidade cientifica da didática, sem, no entanto alterar o conteúdo e a essência da técnica. O professor ao empregar a técnica do estudo dirigido na sala de aula, não deve assumir um papel autoritário e nem deve ser espotaneista, a ele compete ser democráticos, responsável, e diretivo. Como dirigente do processo de ensino, aregra fundamental é a atividade do aluno,para o aluno e com o aluno. É possível afirmar que o estudo dirigido apresenta os seguintes objetivos, desenvolver no aluno a reflexão, a criticidade e a capacitar os alunos á leitura de textos ou livros didáticos necessários a sua instrumentalização e aprofundar o conteúdo do texto didático para além das informações superficiais e da mera opinião.

Dadiscussão e do debate nasce à rebeldia

A técnica de discutir e debater, onde o objetivo é vincular o processo de conhecimento com a atividade prática humana na sociedade, tendi uma compreensão mais ampla da realidade social, para que os alunos se tornem seres atuantes na transformação dessa realidade. Logo, a transformação da realidade que sob condições concretas de cada situação didática...
tracking img