Tecido empresarial português na atualidade

Páginas: 5 (1027 palavras) Publicado: 14 de novembro de 2011
Economia
Mais empresas, mais prejuízos, mais insolvências, é esta a característica do tecido empresarial português em 2009 e 2010.

Embora o grande ano da crise ter sido 2008, o maior número de empresas com prejuízo em Portugal foi em 2009. Isto levou a um aumento dos pedidos de insolvência em 2010. A Construção e indústria transformadora continuam a ser os grandes derrotados. (A indústriatransformadora e a construção são os sectores que mais processos de insolvências em 2010, sendo ambos responsáveis por 52,3% do total de insolvências iniciadas).

Portugal acabou o ano de 2009 com 501,1 mil empresas em actividade, mais 2,9% que as cerca de 487,2 mil que existiam no final de 2008. Mas não houve uma alteração significativa do volume total e médio de negócios face a 2008. Alémdisso, o total de empresas a prestar contas em 2009 foi inferior ao de 2008 (menos 3 mil sociedades).

Em 2009 notou-se um aumento das empresas com prejuízos em Portugal. Se em 2008 perto de 113,5 mil empresas fecharam as contas no vermelho, em 2009 foram mais de 124 mil (mais 9,2%). Considerando a subida no total de empresas, convém referir que em 2008 as sociedades com prejuízo representavam 23,3%do tecido empresarial existente, ao passo que em 2009 as empresas com perdas representavam 24,75% do total.

Em termos geográficos, o Porto é o distrito que regista mais processos de insolvência, sendo sozinho responsável por 32,8% do total. Lisboa detém uma fatia de 18,1% destes processos.

As micro, pequenas e médias empresas (existem 349.756 e representam 99.7% das sociedades do sectornão financeiro) eram em 2008 responsáveis por quase três quartos dos empregados no sector privado não financeiro em Portugal e mais de metade do volume de negócios. Entre todas as 350 mil empresas portuguesas, mais de 85% empregam menos de 10 trabalhadores.

Emprego:
As micro empresas representam: 26,9% do emprego.
As pequenas empresas representam 26,1% do emprego
As médias empresas representam19,4% do emprego.

No sector privado não financeiro em Portugal trabalhavam 3 milhões de pessoas em 2008

Em 2008 cada PME empregava em média 6,2 trabalhadores, enquanto que nas grandes empresas este valor foi de 741,4 pessoas ao serviço, por empresa.

Resumo
Para permitir a análise evolutiva do sector, os resultados para 2007-2008 são divulgados simultaneamente.

1.Em 2008, o sectorempresarial era constituído por 1 121 472 empresas, das quais 1 096 255 pertenciam ao sector não financeiro;
2.O sector empresarial ocupava 3 977 256 pessoas (das quais 97,1% no sector não financeiro), representando um aumento em relação a 2007)
3.O volume de negócios gerado para o total da economia cresceu, face ao ano anterior, 5,2%. Para este aumento, destaca-se o contributo do sector financeiroque apresentou uma evolução positiva para o volume de negócios de 17,6%;
4.As empresas individuais (empresários em nome individual e trabalhadores independentes), representando 68% do número total de empresas, apresentaram uma evolução negativa em todos os seus principais indicadores: número de empresas (- 0,8%); pessoal ao serviço (-1,7%); volume de negócios (-4,6%) e valor acrescentado bruto apreços de mercado – VABpm (-3,3%);
5.No sector empresarial não financeiro, o Comércio foi a actividade que concentrou o maior número de empresas (24,3%) e de pessoas ao serviço (21,5%), sendo também este sector que mais contribuiu para o volume de negócios gerado (37,7%). No que se refere ao VABpm, foram as actividades da Indústria transformadora que mais se salientaram (22%).

Resumo
Em2008, existiam em Portugal menos empresas que no ano anterior Ainda assim, o número de pessoas ao serviço e o volume de negócios gerado pelo sector empresarial cresceram. O sector não financeiro constituía 97,8% do tecido empresarial, pesando cerca de 87% no total do volume de negócios realizado. Embora o número de empresas não financeiras tenha diminuído as taxas de variação anuais do número de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • portugues na atualidade
  • Pesquisa
  • o erro de Português na Comunicação Empresarial
  • APS
  • Pressupostos ambientais/econômicos e sua influência sobre as relações empresariais na atualidade
  • atualidades
  • Atualidades
  • atualidade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!