tecido adiposo

Páginas: 33 (8226 palavras) Publicado: 5 de dezembro de 2014
ARNALDO HENRIQUE DE SOUZA

METABOLISMO DE GLICOSE NO TECIDO ADIPOSO:
EFEITOS DO TREINAMENTO E DESTREINAMENTO FÍSICO
EM ADIPÓCITOS ISOLADOS

Dissertação apresentada ao Programa
de Pós-Graduação em Fisiologia e
Biofísica do Instituto de Ciências
Biomédicas da Universidade de São
Paulo, para obtenção do Título de
Mestre em Ciências.
Área
de
Humana

concentração:

FisiologiaOrientador: Prof. Dr. Fábio Bessa Lima
Versão Original

São Paulo
2011

RESUMO
SOUZA, A. H. Metabolismo de glicose no tecido adiposo: efeitos do
treinamento e destreinamento físico em adipócitos isolados. 2011. 80f.
Dissertação (Mestrado em Fisiologia e Biofísica) - Instituto de Ciências Biomédicas,
Universidade de São Paulo, 2011.

O objetivo deste estudo foi averiguar se o metabolismodo tecido adiposo branco
(TAB) de animais treinados sofre total reversibilidade em um longo período de
destreinamento. Para isso foram utilizados ratos machos Wistar, distribuídos em dois
grupos: treinado (T) e sedentário (S). Após 8 semanas de treinamento em esteira
rolante, o grupo treinado foi redistribuído em dois outros subgrupos: animais que
permaneceram treinando por mais 8 semanas (T),e animais que interromperam o
treinamento por 8 semanas –grupo destreinado (D). Ao final do protocolo
experimental (16 semanas) os animais foram sacrificados, o sangue coletado para
dosagens plasmáticas (insulina, glicose, testosterona, triacilgliceróis –TAG e
colesterol total), e as células do coxim adiposo periepididimal (PE), isoladas para
realização de ensaios biológicos (captação de2-desoxi-D-glicose, incorporação de
14
C-glicose e 14C-lactato em triacilglicerol e conversão de 14C-glicose a CO2 e
lipólise), determinação da atividade de enzimas envolvidas no metabolismo de
carboidratos e cálculo de celularidade do tecido. Ao longo do período experimental,
observamos que não houve diferenças no consumo alimentar, hídrico e no peso
corporal final dos animais. A resposta aotreinamento físico foi constatada a partir da
avaliação da atividade da enzima citrato sintase no músculo sóleo. O grupo T
apresentou redução de massa e diâmetro das células dos coxins adiposos
subcutâneio (SC), PE e retroperitonial (RP) em relação aos demais grupos (S e D),
embora a celularidade apresentou-se semelhante entre os três grupos. Verificamos
que 8 semanas de destreino (grupo D)resultou em um quadro de resistência à
insulina, representado pelo aumento de insulina plasmática e pelo índice de
HOMAIR, em relação aos demais grupos (S e T). A captação de 2-desoxi-D-glicose,
não apresentou diferença na situação basal, porém, quando os adipócitos foram
estimulados com insulina, o grupo D apresentou uma menor resposta em relação ao
grupo S. Os adipócitos de animaisdestreinados (grupo D) apresentaram maior
capacidade de conversão de glicose a CO2, quando comparado ao grupo S. Com
relação à capacidade de incorporação da glicose em TAG, não houve diferenças na
situação basal, contudo, os animais treinados apresentaram menor resposta quando
as células foram estimuladas com insulina. Não houve diferença entre os grupos na
incorporação de lactato em TAG. Odestreinamento promoveu aumento na
incorporação de glicose em ácidos graxos (AG) quando comparados aos animais
treinados, tanto na presença, quanto ausência de insulina. Por outro lado, a
atividade das enzimas lipogências (ácido graxo sintase, glicose-6-fosfatodesidrogenase, enzima málica e ATP-citrato liase) não apresentaram diferenças
entre os três grupos. Verificou-se também, que aproximadamente 80%da glicose

incorporada em TAG ocorreu via glicerol em todos os grupos de animais. Com
relação à hidrólise dos TAG, não foi verificado diferença entre os grupos na
capacidade lipolítica (tanto basal quanto maximamente estimulada por
isoproterenol). Em suma, estes dados sugerem que a capacidade lipogênica do TAB
sofre reversibilidade no destreino, ou seja, aumenta em relação ao estado...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Tecido adiposo
  • Tecido adiposo
  • Tecido Adiposo
  • tecido adiposo
  • tecido adiposo
  • Tecido Adiposo e Tecido Cartilaginoso
  • Tecido Adiposo
  • Tecido adiposo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!