Tec seg trab

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 93 (23079 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Prof. MSc Carlos Augusto Sperandio

INTRODUÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO

SUMÁRIO

1.0 2.0 3.0 3.1 3.2 3.3 3.4 3.4.1 3.4.2 3.4.3 3.4.4 3.4.5 3.4.6 4.0 4.1 4.2 5.0 5.1 5.2 5.3 6.0 6.1 6.2 7.0 7.1 7.2 7.3 7.4 8.0 9.0 10.0 10.1 10.2 10.3 10.4 11.0 12.0 12.1 12.2 13.0 14.0

A evolução da Engenharia de Segurança do Trabalho Aspectoseconômicos, políticos e sociais A História do Prevencionismo Importância da Prevenção Estudos realizados Técnicas de Análise de Segurança de Sistemas Qualidade e Segurança do Trabalho Introdução, conceituação e importância Garantia de Qualidade Gerência do Controle de Qualidade Administração da Qualidade e Recursos Humanos Motivação para a Qualidade e seus fatores Qualidade e produtividadeEntidades públicas e privadas Entidades internas Entidades externas O papel e as responsabilidades do Engenheiro de Segurança do Trabalho Diretrizes da Segurança do Trabalho A especialização do Engenheiro em Segurança do Trabalho A legislação sobre a especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Conceito e Classificação de Acidente Conceituação Classificação Causas de Acidente Fator pessoal deinsegurança Ato inseguro Teorias indutoras do Comportamento Condições inseguras Conseqüências do acidente Agente e fonte de lesão Inspeção de segurança Formas de ação Inspeção Tipos de inspeção de segurança Registros das inspeções Investigação do acidente Riscos nas atividades laborais Riscos profissionais Agentes ambientais Conclusão Sites recomendados

02 03 04 05 05 07 09 09 10 11 11 11 13 1919 22 26 26 27 27 31 31 33 34 34 35 36 36 39 40 40 40 41 41 41 42 45 45 45 49 51

1

Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Prof. MSc Carlos Augusto Sperandio

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

1.0 - A EVOLUÇÃO DA ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO As atividades laborativas nasceram com o Homem. Pela sua capacidade de raciocínio e pelo seu instintogregário, o homem conseguiu, através da história, criar tecnologias que possibilitou sua existência no planeta. Partindo da atividade predatória, evoluiu para a agricultura e o pastoreio, alcançou a fase de artesanato e atingiu a era industrial. Até o advento da máquina a vapor, poucas e esparsas notícias se têm sobre saúde ocupacional. Somente com a revolução industrial, é que o aldeão,descendente do troglodita, começou a agrupar-se nas cidades. Deixou o risco de ser apanhado pelas garras de uma fera, para aceitar o risco de ser apanhado pelas garras de uma máquina. Condições totalmente inóspitas de calor, ventilação e umidade eram encontradas, pois as "modernas" fábricas nada mais eram que galpões improvisados. As máquinas primitivas ofereciam toda a sorte de riscos, e as conseqüênciastornaram-se tão críticas que começou a haver clamores, inclusive de órgãos governamentais, exigindo um mínimo de condições humanas para o trabalho. Mas na verdade, a preocupação do homem com a segurança, tem dados ou indícios bem mais remotos, tais como: - alguns papiros datados de 2.300 AC; - Sócrates sistematizou a Medicina do Trabalho por volta de 430 AC; - documentos da Roma antiga evidenciamo problema do saturnismo, devido ao uso do chumbo na fabricação de cálices para vinho. Somente na idade média tem início a preocupação social para o problema. O grande desenvolvimento industrial da Inglaterra levou ao estabelecimento de uma série de medidas legislativas, sendo de destacar-se a criação do Factory Inspectorate, órgão do Ministério do Trabalho, cuja função era proceder ao examemédico admissional, ao exame médico periódico, ao estudo de doenças causadas por agentes químicos potencialmente perigosos e à notificação e investigação de doenças profissionais, especialmente em pequenas fábricas que não dispunham de serviço médico próprio. A expansão da revolução industrial no resto da Europa já foi acompanhada desta experiência. Na França, pela Lei de 11 de outubro de 1.946,...
tracking img