Teatro elisabetano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1051 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Rosana Ferreira Gomes

Teatro Elisabetano: semelhanças e diferenças com o teatro atualmente

Para compreender melhor o estilo do teatro elisabetano, é preciso ter uma visão maior da sociedade londrina no século XVI. Não é tão diferente assim dos subúrbios cariocas. Com exceção das execuções em público, o que hoje em dia acontece também nas favelas, a sujeira e o esgoto a céu aberto estãopresentes em ambos os tempos, assim como o comércio barulhento nas ruas. Os oficiais da coroa inglesa que recebiam além do salário, as gratuities, ou seja, propina, não se diferem muito dos oficiais da polícia brasileira.

O teatro britânico na época ganhou força graças a Elisabeth I, patrocinadora da companhia que Shakespeare passou a trabalhar. O teatro, então chamado de elisabetano, abrigavaespectadores de várias origens socioeconômicas, o que significa que cada um tinha o conforto que podia pagar. Resultava em um grande fascinador de todas as classes, sendo assim um "nivelador" social. Às representações compareciam príncipes e camponeses, homens, mulheres e crianças, porque a entrada estava ao alcance de todos, cada qual com preços distintos. Por isso todas as peças deviam satisfazergostos diversos: os dos soldados que desejavam ver guerras e duelos, das mulheres que procuravam por amor e sentimento, dos advogados que se interessavam pela filosofia moral e pelo direito, e assim com todos. Inclusive a linguagem teatral reflete esta exigência, com registros muito variados e adquirindo grande flexibilidade de expressão.

O interessante é que as peças eram as mesmas, assim, tantoo pobre quanto o rico apreciavam as mesmas coisas, o que não ocorre atualmente. Talvez devido à diversidade do teatro, houve um distanciamento de culturas populares. O que a classe média e alta apreciam, nem sempre é compreendido pela classe baixa.

Hoje, numa sociedade onde o artista passa pela dificuldade de fazer o espetáculo, fica cada vez mais difícil fazer teatro. Há de forma mais geralduas fortes tendências: a do teatro que opta por uma autonomia, e que fica mais à margem e raramente sobrevive, e outro que se define pela lógica capitalista, o teatro comercial. O Estado restringe-se à administração de verbas e à criação de leis de apoio fiscal para que as empresas privadas viabilizem verbas às companhias teatrais. Conseqüentemente, este fator define o perfil dos espetáculos eatividades culturais. Como os grupos que recebem os apoios fiscais não conseguem sobreviver exclusivamente destes, acabam tendo como opção os trabalhos pedagógicos e ainda os festivais. Estes, por sua vez, em tempos atuais, acabam ganhando um cunho elitista, uma vez que também precisam agradar seus patrocinadores.

O grande comungar do teatro com o povo é um pouco raro. Ainda, em grande maioria, asapresentações de festivais estão presas às salas de teatro, que em caso de grandes prédios de teatro, a própria estrutura já inibe naturalmente a entrada de uma classe menos privilegiada. Assim, somente os cidadãos de algum poder aquisitivo desfrutam do evento. E essa mentalidade revela a forma como pensamos a arte hoje e como os patrocinadores definem, mesmo que sem “imposição”, as estruturas.O ator elisabetano recitava no meio, não diante do povo. O cenário adentrava em uma platéia que o circundava por três lados. Como na Idade Média, o público não era simples espectador, senão um participante da trama. Uma característica do teatro da época era a predominância do som sobre a imagem. Isso ocorria pela falta de efeitos visuais da época. As pessoas costumavam dizer que iam ouvir e nãoassistir uma peça. A ausência dos "efeitos especiais" refinava a capacidade gestual, mímica e verbal dos atores, que sabiam criar com maestria lugares e mundos invisíveis. Assim, Shakespeare conseguiu aproveitar os sons de maneira harmônica, ou seja, uniu a musicalidade das palavras, à sua intensidade dramática. Usava poesia nas situações que remetiam à vida cotidiana, combinando violência e...
tracking img