Teatro dos vicios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (628 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA
TEATRO DOS VÍCIOS

O livro qual será resenhado é do autor Emanuel Araujo, o qual é historiador, tradutor e editor brasileiro, nasceu em 24 de dezembro de 1942 em Aracaju, no estado deSergipe, no Brasil, e faleceu em 15 de junho de 2000 em Brasília, tendo várias obras de sua autoria que expõe momentos e detalhes da história do Brasil. O livro o qual será tratado neste relato é “OTeatro dos Vícios – Transgressão e Transigência na Sociedade Urbana Colonial.
Em sua obra o autor utiliza de linguagem bastante simples para descrever os costumes dos moradores do Brasil no períodocolonial, expondo também dentro dos capítulos do livro as maneiras de alimentação, os costumes da sociedade da época, também explica sobre a formação das cidades, os trabalhos aqui exercidos bem comotoda a maneira em que a sociedade brasileira, que no período era composto basicamente, pelos portugueses, índios e negros, se comportava diante das suas obrigações.
No primeiro capítulo do livro oautor retrata sobre o cenário urbano do Brasil, expondo com detalhes a formação das cidades ao espelho das cidades lusitanas. Segundo o autor o meio urbano brasileiro, era acanhado, ralo de gente efaltava animação. Destacando ainda que não houvesse calçamentos em todas as ruas, não havia também um sistema de capitação de lixo, o qual era todos jogado nas ruas. E neste capitulo ainda que Araujodestaca a deficiência na alimentação brasileira, analisando que a mandioca era o alimento mais popular dentre os habitantes desta terra brasileira. Ao findar o primeiro capitulo Araujo faz uma conclusãocorreta da visão da vida no Brasil no período colonial “Do exposto anteriormente é possível concluir que no Brasil dos tempos coloniais se vivia mal em todos os sentidos, cidades precárias,alimentação deficiente, precaríssima higiene publica.”
No capitulo seguinte é abordado sobre o horror que os brancos residentes no Brasil tinham ao trabalho, expondo uma índole totalmente voltada à preguiça...
tracking img