Teatro de samuel beckett

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (583 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Esperando Godot (1948), Fim de Partida (1957) e Dias Felizes (1961), algumas das
peças mais conhecidas de Beckett, compõem um acervo bastante representativo do
chamado Teatro do Absurdo. O próprioconceito de absurdo, como: “o contrário à razão,
ao bom senso, que fere as regras da lógica ou das leis da razão, ou é irredutível a elas,
que escapa a regras ou a condições determinadas,disparatado, inepto” (Dicionário AURÉLIO,
séc. XXI), revela a essência desse movimento estético teatral. Surgiu como expressão
do pensamento Moderno, num momento histórico em que a sensação de certezas
epressupostos básicos e inabaláveis de épocas anteriores desapareceram (ESLIM,
1968, p.346).
O Teatro do Absurdo, segundo Eslim, “representa uma volta à função original, religiosa,
do teatro, ou seja aconfrontação do homem com as esferas do mito e da realidade
religiosa”. O autor afirma ainda que “o Teatro do Absurdo expressa a ausência de qualquer
sistema cósmico de valores geralmente aceito”,concluindo que este tipo de teatro
não pretende explicar os caminhos de Deus para com os homens,
limitando-se a apresentar, com ansiedade ou ridículo, a intuição
de um ser humano particular sobreessas realidades últimas
segundo sua própria experiência, ou os frutos do mergulho de
determinado homem às profundezas de sua personalidade, seus
sonhos, suas fantasias e seus pesadelos. (ESLIM,1968, pp. 348-9)
Nas peças do Teatro do Absurdo, o predicativo que o nomeia apresenta-se numa
linguagem dramática anti-aristotélica, transfigurando as unidades de tempo e de espaço.
O enredo é escritoa partir de um outro referencial: o radical afastamento da
dramaturgia convencional. Os diálogos são proferidos por uma comunicação truncada.
Explora a desfiguração da linguagem através dononsense, do fantástico, do humor
negro.
Parte da obra significativa de Beckett foi pensada e/ou escrita entre os anos 40 e 50,
como afirma o próprio autor: “Escrevi toda minha obra muito depressa, de...
tracking img