Tcc i

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3214 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL – Modalidade EAD

GARDENA MACEDO RIBEIRO DOS SANTOS
CGU 87410610








Relatório de Trabalho de Conclusão de Curso I


Trabalho Acadêmico Apresentado à disciplina de TCC I

Professor Regente da Disciplina: Erica Bordin
Professor Tutor Virtual: Eliana Souza
Professor Tutor Presencial:





Igarapé Grande –MA
2012
SUMÁRIO:
1 TEMA 2
2 OBJETIVOS 3
2.1 Geral 3
2.2 Específico 3
3 CATEGORIAS TEÓRICAS E REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 4
3.1 Categoria 1: A Violência Sexual Incestuosa e o Trabalho do Serviço Social 4
3.2 Categoria 2: Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente no Contexto Familiar 5
3.3 Categoria 3: Violência Sexual Intrafamiliar Contra a Criança e o Adolescente 6
4. ESTRUTURADO ARTIGO 8
5. REFERENCIAS 12
















1. TEMA

A INTERVENÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL NOS CASOS DE CRIANÇAS VITIMA DE ABUSO SEXUAL INCESTUOSO NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ GRANDE – MA.
O presente documento apresentado para a Universidade Luterana do Brasil – ULBRA é um relatório de TCC I, fundamentado no Projeto de Intervenção Social, intitulado “Violência Contra Criança, umaViolência contra a vida”. Pois a prática do abuso sexual dentro de casa deve ser vista como uma expressão do ataque à proteção, enquanto necessidade da própria condição de dependência, principalmente, da criança.
Seguindo o desenho da figura humana, a primeira representação gráfica que o ser humano realiza, a casa é o segundo desenho da criança, o círculo do "rosto-corpo" ganha linhas retas queguardam por algum tempo as mesmas características do rosto na "porta-boca" e nas "janelas-olhos". Simboliza, mais do que um rosto, o corpo da mãe, protetor e provedor de tudo para ela (GUERRA, 1985).
E é, exatamente, esta casa plena de significado assegurador que abriga a cena do abuso sexual, abortando assim esta expectativa básica de segurança. Este é um dano psicológico de dimensões imensase duráveis: a perda permanente do sossego que é fruto da proteção. Assim, o par "abusador-omissa", formado pelas duas figura mais importantes ou substitutos próximos, comete em cumplicidade o crime do abuso sexual, derrubando juntos os alicerces do caráter da criança.
Comumente as vítimas abusadas estão aterrorizadas, confusas e muito temerosas de contar sobre o incidente. Com frequência elaspermanecem silenciosas e a omissão acontece por não desejarem prejudicar o abusador ou provocar uma desagregação familiar ou por receio de serem consideradas culpadas ou castigadas. Crianças maiores podem sentir-se envergonhadas com o incidente, principalmente se o abusador é alguém da família.
Com isso, a omissão e o medo de enfrentar o problema são os maiores aliados de quem vive o problemado abuso sexual de crianças e adolescentes, seja por parte da vítima ou de quem convive com ela, ou seja, a mãe. Pois, a denúncia do agressor que na maioria das vezes é o pai ou padrasto não acontece pelo medo das consequências que essa denuncia pode causar.

2 OBJETIVOS

2.1 Geral
Analisar a violência sexual que ocorre no âmbito privado da família ou, mais especificamente, aquelaperpetrada pelos pais e/ou padrastos contra a criança.

2.2 Específico

 Reduzir ou evitar traumas psicológicos futuros
 Diminuir a evasão e o baixo aproveitamento escolar.
 Permitir que a criança tenha uma infância sadia
 Fortalecer os valores éticos, morais e familiares
 Orientar os pais quanto aos sinais e sintomas do abuso.
 Conscientizar a população quanto à existência de órgãosespecíficos de apoio a criança violentada.
.
















3. CATEGORIAS TEÓRICAS E REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
3.1 Categoria 1: A Violência Sexual Incestuosa e o Trabalho do Serviço Social
Esta categoria trata de questões referentes à criança, ao adolescente, à violência intrafamiliar, mas em especial ao abuso sexual infanto-juvenil, visto que esta problematização tem saído da...
tracking img