Tcc-a importância do assistente social no processo de adoção na 1º vij de teresina/pi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 71 (17649 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 1 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
13

INTRODUÇÃO

O estudo ora apresentado tem como temática a Adoção. Aborda-se a importância do Serviço Social no processo de Adoção na 1ª Vara da Infância e Juventude -VIJ de Teresina - PI. O cotidiano profissional na Vara da Infância e da Juventude e, mais especificamente, da observação sobre os processos relativos à adoção em suas várias modalidades emergiu do interesse por investigaressa prática do profissional de Serviço Social no processo de Adoção. A adoção é um ato tão significativo que beneficia as duas partes envolvidas, os pais adotivos de um lado e os adotados do outro. E uma necessidade em que todos devem ter uma família e um lar. Pois a família representa um direito que todas as crianças precisam ter, de acordo com o Estatuto da Criança e Adolescente – ECA. Sãolevantados alguns problemas como, o da importância do Serviço Social no processo de adoção, se há alguma dificuldade enfrentada pelo profissional de Serviço Social durante o processo de adoção e quais as ações que o profissional do Serviço Social exerce nesse processo. Diante de alguns problemas levantados nesta pesquisa, seguem algumas hipóteses, como: É de extrema relevância a presença e a atuação doAssistente Social durante o processo de adoção, pois é esse profissional quem dá orientações, informações aos pais adotivos e às mães que queiram entregar seus filhos à adoção, é, também, quem analisa e avalia o perfil sócio-econômico dos pais adotivos, é quem dá seu parecer social, quando solicitado pela Juíza e dentre outras ações realizadas pelo Assistente Social. O interesse de trabalhar como tema “Adoção” ocorreu por ser um assunto de grande relevância para a nossa sociedade porque ainda existem muitas pessoas interessadas em adotar uma criança e não têm as informações precisas e também não há muita divulgação a respeito do tema na nossa sociedade; serve também como reflexão para os profissionais, especialmente o de Serviço Social, e ainda para as famílias envolvidas no processo.Outro fato no qual leva o interesse pelo tema é a admiração aos pais adotivos que fazem a adoção como um ato de amor e que ainda há muita desinformação a pessoas interessados na adoção.

14

A adoção é, também, uma das mais belas formas de manifestação de amor. Todos nós sabemos que não é fácil para algumas famílias aceitar imposições do destino, como a de não poder gerar filhos do próprioventre. Algumas pessoas transformam essa fatalidade em sentimento de revolta e eterna insatisfação. Já outras, ao contrário, encaminham essa imposição fatal na busca da construção de uma família através da adoção. O reconhecimento da importância de um processo de preparação desenvolvido pelo Serviço Social com pessoas que se propõem a adotar e principalmente, como se dá a intervenção doprofissional de Serviço Social no processo de adoção, é o que mais estimula esta pesquisa. O Serviço Social tem na sua prática o intuito de oferecer auxílios ao estudo de caso como um todo, nas diversas atribuições que lhe são conferidas, na elaboração de pareceres sociais escritos ou verbalmente nas audiências em juízo, assim como realizar aconselhamentos, orientações, encaminhamentos, dentre outros. Tudosob a imediata subordinação da autoridade jurídica, porém sendo assegurada a livre manifestação do ponto de vista técnico-social e respaldado no ECA (Lei nº 8.0691990, Artigo 151). O trabalho cotidiano nas VIJ possibilita rica oportunidade para observação, como diz PAIVA (2004):
Uma das constatações é que não existe um único modelo de família a demandar assistência, embora exista um ideal defamília mitificado pelo tempo. Às transformações sociais das últimas décadas sobrepõem-se novas e diversificadas configurações familiares; além das famílias monoparentais e das famílias reconstituídas (formadas a partir de novos casamentos ou uniões após o divórcio), aumentam os casais sem filhos, os casamentos sem coabitação e as famílias formadas por casais homossexuais. Essa diversidade produz...
tracking img