Tcc - sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4443 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cristiano Manoel Rocha de Lima RA: 1058039

Sociologia e o Ensino de Sociologia

A formação continuada do professor de Sociologia da educação básica

Orientadora: Professora Mestra Aline de Cássia D Lagoeiro

Centro Universitário Claretiano

São Paulo
20112

RESUMO

Este artigo tem por finalidade analisar e interpretar a relação existente entre a formação continuada do professor de Sociologia e a qualidade na educação. Parte da compreensão de que a formação continuada, pautada na participação direta dos docentes e consequentemente de todos os atores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem, facilitam o processo de uma educaçãocom qualidade e pode nos servir como referência, promovendo assim, um projeto coletivo que resulte numa qualidade na educação.

Palavras-chave: Professor; Formação Continuada; Qualidade de Ensino; Ação Pedagógica; Processo de Aprendizagem.

INTRODUÇÃO

Partindo de reflexões que abordam a realidade sócio-política-econômica- cultural, discutem-se no presente projeto de pesquisa pressupostosem relação a formação continuada dos professores de Sociologia. Defendendo um modelo de pesquisa no qual os problemas identificados pelos professores sejam os enfocados em ações de formação continuada. Dessa forma, defende-se essa formação em processo que privilegie a reflexão sobre a prática docente.
Um dos grandes desafios na educação está na formação de educadores de sociologia para o nível deeducação básica, contribuindo para que os nossos jovens exerçam conscientemente a sua cidadania, no que diz respeito a sua formação técnico-científico-cultural.
Ainda temos a impossibilidade do contínuo aperfeiçoamento por parte do corpo docente da rede pública de ensino, ao mesmo tempo em que a velocidade dos acontecimentos obriga esses mesmos docentes a uma constanteatualização. Diante de tal impasse, faz-se cada vez mais necessária a criação de novas alternativas em termos de programas que tenham alto poder de trazer o contínuo aperfeiçoamento dos profissionais que são responsáveis pela formação dos nossos futuros cidadãos.

3
Além do mais, representa um desafio para a educação pública do país a melhora constante na qualidade de ensino oferecida pela rede pública.Tem sido muito frequente, em se tratando de formação continuada de professores, o reconhecimento de que o exercício desse ofício não é fácil, sendo visto o distanciamento cada vez mais nítido entre o processo de formação e o dia-dia do fazer docente. Onde podemos verificar esse contexto no caso específico do professor de Sociologia, em que essa disciplina, assim como outras na área de CiênciasHumanas e Sociais, tem sido colocada em segundo plano, adquirindo status muitas vezes "inferior" ao das demais disciplinas das Ciências Exatas.
Dessa maneira, sem uma formação adequada, os professores não tem como colaborar de forma efetiva para o desenvolvimento de uma escolarização que supere o fracasso visível nos resultados das avaliações que mantém a aprendizagem dos alunos com médiasinsuficientes, nos altos índices de evasão e reprovação.
Ao analisar a história da formação docente, é possível inferir que as inúmeras modificações sociais demonstram ser os fatores que mais contribuíram para o aumento da exigência na formação educacional do professor, bem como o seu exercício de reflexão na ação acerca de sua prática pedagógica. Esta exigência emergiu a partir do momento que a escolapública percebeu-se interagindo com uma clientela heterogênea, pertencente, na maioria das vezes, às classes populares, além das mudanças sociais, econômicas e culturais ocorridas nas últimas décadas., que a própria Sociologia acompanha regularmente.
Sabemos que muitos são os desafios postos pela educação contemporânea, e que grande é a insatisfação e insegurança do professor frente a eles. Por...
tracking img