Tcc rebolo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7853 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cartilha de Ergonomia



[pic]



para Bancários
SUMARIO

CAPITULO 1 - Introdução
1.1 - Apresentação do Tema
1.2 - Objetivos
1.2.1- Objetivos Gerais
1.2.2 - Específicos

CAPITULO 2 - Definição e História da Ergonomia

CAPITULO 3 - Descritivo da Função

CAPITULO 4 - Historiados Bancários
4.1 - Doenças Profissionais dos Bancários
4.2 - Ler/DORT

CAPITULO 5 - EPC / EPI
5.1- Definição e Aplicação da não Utilização

CAPITULO 6 - Riscos da Função Bancário
6.1 - Doença Varia de Leve à Crônica
6.2 - Conheça os Principais Fatores de Risco
6.3 - Númerosde Ler/Dort

CAPITULO 7 - Projeto Ergonômico
7.1- Tipos de Trabalho
7.2 - Trabalho Sentado
7.3 - Trabalho Estático
7.4 - Trabalho Repetitivo

CAPITULO 8 - Soluções Ergonômicas
8.1 - Intervenção Ergonômica
8.2 - Mobiliarios
8.2.1 - Cadeira8.2 .2 - Mesa
8.2.3 - Apoio para os Pés
8.3 - Postura
8.3.1 - Cabeça
8.3.2 - Tronco
8.3.3 - Braços
8.3.4 - Pernas
8.3.5 - Pés
8.4 - Posicionamento
8.5 - Iluminação
8.6 - Temperatura
8.7 – Nível de Ruído

CAPITULO 9 – Ergonomia Aplicada ao serviçoBancário

CAPITULO 10 – Medidas Preventivas

CAPITULO 11 – Ginástica Laboral

CAPITULO 12 – Conclusão

CAPITULO 13 – Referencias Bibliográficas
















CAPITULO 1 – INTRODUÇÃO

1. – Apresentação do Tema

O trabalho tem um papel central em nossa sociedade, permitindo aos indivíduos que adquiram as mínimas condições necessárias para sobreviverem evenham a fazer parte da sociedade. Apresenta-se nesse contexto, como “passaporte” para a cidadania: concede ao individuo direitos e deveres.

No entanto, esse mesmo trabalho pode ser a causa de doenças que afetam p trabalhador, em graus diferentes.

No caso do trabalhador bancário, a globalização da economia e o desenvolvimento tecnológico têm exigido uma rápidaadaptação às condições laborais. Se antes ele começava a trabalhar em uma empresa bancaria ainda adolescente, e ali trabalhava durante toda a vida, até se aposentar, hoje isto não acontece. Isto, pelo fato de o mercado de trabalho ter-se tornado muito dinâmico e globalizado, trazendo como conseqüência mais evidente o enxugamento de seus processos e dos postos de trabalho. Tais fatos implicam em mudançasradicais nos processos de trabalho e uma mudança na qualidade de vida dos trabalhadores (NAKAMURA 2001).

Assim, em paralelo, a cultura das organizações tomou como rotineira a adoção de programas de qualidade de vida e promoção da saúde nos locais de trabalho. Uma política voltada para a qualidade de vida esta baseada na premissa de que, para onde for a mente, também ira o corpo.Ela reconhece o papel que a saúde representa na vida das pessoas. Ai se insere o conceito de ergonomia, que é o de adaptar as condições do trabalho ao homem, e não o contrario (COUTO, 1995).

No trabalho bancário, a ergonomia vem dando importante contribuição para a melhoria das condições de trabalho. Entretanto, nem sempre isto é possível na pratica, em função de inúmerasdificuldades operacionais, que vão desde insuficiência técnica até questões que dizem respeito à educação para o trabalho, ou seja, para alcançar os benefícios desejados, essa política precisa, necessariamente, conscientizar os indivíduos sobre sua responsabilidade pessoal pela manutenção da própria saúde e bem-estar. Isto em ultima análise, significa que a saúde e o bem estar dependem principalmente da...
tracking img