Tcc mecanica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

2 JUSTIFICATIVA

3 OBJETIVOS

3.1 Objetivos gerais

3.2 Objetivos específicos

4 REVISÃO DE LITERATURA

5 HIPÓTESE

• Espera-se encontrar escolares com sobrepeso e obesidade na faixa etária de 06 a 10 anos;
• Encontrar quais as medidas aplicadas pelos pais para a prevenção de sobrepeso e obesidade.

6 METODOLOGIA

Foi realizada uma amostragemsistemática cujos critérios foram escolares das escolas municipais da cidade de Anápolis. Foram avaliados 793 escolares, na análise dos dados foram trabalhados 60% dos resultados obtido de cada uma dos escolares pesquisados, cuja amostra é de 476 escolares distribuída.

7 ANÁLISE DOS DADOS E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS

Dos 476 alunos que participaram da pesquisa 238 ou 50% eram do sexofeminino e 238 do sexo masculino (50%)
| |
|Tabela 01. Classificação do estado nutricional dos escolares das escolas municipais de Anápolis de acordo com índice de massa corporal |
|(WHO, 2007)|
|Classificação |Masculino |Feminino |
| |n % |n % |
|Eutrófico|103 43,36 |80 33,68 |
|Desnutrido |19 8 |16 6,73 |
|Baixo Peso |35 14 |38 16 |
|Sobre Peso|46 19 |47 19,78 |
|Obesidade |39 16 |53 22,3 |
|Fonte: Escolas da Cidade de Anápolis|

Segundo a distribuição dos dados em Z - escores dos índices de E/I, P/I e P/E, dos 476 escolares, conforme tabela 1, 43,36%, ou seja, 103 alunos foram classificados como eutróficos, 8% (n=19) como desnutridos, 14% como baixo peso, 19 % (n=46) com sobrepeso, 16 como obesidade no sexo masculino e 33,68% (n=80) eutrófico, 6,73% (n=16) desnutrido, 16%(n=38) com baixo peso, 19,78%(n=47) sobrepeso e 22,3% (n=53) obesidade no sexo feminino. Nos últimos anos, a obesidade aumentou entra crianças segundo KOCHI (2004) ela é decorrente de fatores ambientais, genéticos e psicossociais. Segundo a autora, as camadas sociais mais carentes da população não tem informação correta sobre os alimentos e as crianças de maiores níveis econômicos sofrem a falta do vínculo mãe-filhodecorrente especificamente do trabalho da mãe fora do lar, o que também acarreta erros alimentares.
Em relação ao sexo, somente foi notada a diferença estatisticamente significativa com os grupos do sexo masculino que sobressaiu com 43,36% dos classificados eutróficos, dos grupos do sexo feminino com 33,68% em comparação com estudos de PELEGRINI (2008) foram classificados 73% (n= 89) como eutróficos,11,5% (n=14) como desnutrido, 15,6 % (n= 19) com obesidade e sobrepeso no sexo feminino e no sexo masculino encontrou-se 76,3% n= (122) eutrófico, 5,6%( n= 9) desnutrido, 18,1 % (n= 29) obesidade e sobre peso, utilizando o método do Índice de Massa Corporal (IMC) para a classificação do estado nutricional.
Sichieri & Souza, 2008 mostraram que as crianças do sexo masculino passam maior tempo...
tracking img