Tcc 40

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1052 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO


INTRODUÇÃO 4

1 comparando estudante FMU e PUC..................................................................5


2 elementos do discurso referencial............................................................6

3 TCC " o centro familiar de ponte pequena" 7
CONCLUSÃO OU CONSIDERAÇÕES FINAIS 9
REFERÊNCIAS 10






INTRODUÇÃO


Através desse trabalho podemos visualizar comomudou a visão do Assistente Social, dentro e fora da sociedade.
Hoje somos uma profissão em busca de constante atualização, somos seres pensantes e de fundamental importância nesta sociedade.
Travamos constante luta dessa desigualdade que durante muito tempo, ficou jogada a própria sorte.


























COMPARANDO O ESTUDANTE DA FMU COM A PUC




Na PUC sentimosque há uma liberdade, os alunos circulam livremente nas dependências da universidade, não são presos a padrões considerados pela sociedade como o correto, usam roupas confortáveis , expressão de forma livre utilizando de grafites dentro da própria universidade.
Utilizando o próprio espaço da universidade para estudar, no caso as bibliotecas cheias de alunos, todos pareciam estar muitoconcentrados e dedicados aos estudos, a primeira vista chocou, mas logo após me senti convidada a participar desse novo universo.
Antes não poderia imaginar que uma universidade com tanto renome, tão bem conceituada no mercado, daria tal liberdade aos seus alunos.
Agora me pergunto. Porque desenhei um conceito de universidade com instalações e permissões tão libertos.
Talvez, aiestá o segredo. A liberdade que não se tem em outros lugares, na PUC encontramos. Para nós essa foi a maior diferença comparada com a FMU, onde existe catracas que ao passar nos sentimos coisificados, mais um numero que gira, onde as regras são impostas e não há nenhuma liberdade de expressão, prédios que no conceito visual , são muito bem conservados.



























ELEMENTOS DODISCURSO REFERENCIAL.



No texto podemos compreender no inicio do curso de Serviço Social tem por objetivo remediar as deficiências dos indivíduos e das coletividades, não afetando os grupos sociais em sua estrutura.
As péssimas condições de vida que o proletariado encontrava-se dava a falta de apego e zelo da família e a manutenção para que essa família se formasse dentro da moral edentro da ordem imposta seria educar a mulher desde criança para ser uma boa dona de casa uma boa cuidadora do lar, trazendo para ela uma consciência de total responsabilidade de sua família.
Para um entendimento mais amplo da sociedade, o discurso é essencialmente doutrinário e apológico.
Os Assistentes Sociais reconhecem as condições infra-humanos de trabalho e atuam, ao mesmo tempo,no sentido de garantir ao trabalhador e sua família um nível de vida moral, físico e econômico normal e a correta aplicação das leis trabalhistas, objetivando combater o absentismo, o relaxamento no trabalho, promover a conciliação dos dissídios trabalhistas, adaptar o trabalhador a sua função na empresa etc. Portanto, as propostas para melhoria das condições do proletariado são confusas. AsAssistentes Sociais agem de acordo com a própria posição de classe. A ação destes profissionais é caracterizada como o de modernos agentes da caridade e da justiça social.
Essa caracterização contribui para obscurecer e dar aparência de qualidades profissionais, neutras e caridosas, a um projeto de classe.
Ainda em relação à ideologia religiosa, fenômenos como a miséria, o pauperismo doproletariado urbano, aparecerão como situação patológica, como anomia, cuja origem é encontrada na crise de formação moral deste mesmo proletariado. O julgamento moral do proletariado se sobrepõe as constatações sobre as causas da miséria e do pauperismo. Desta forma, esse julgamento tem por base o esquecimento das bases materiais das relações sociais.




.



TCC “O CENTRO FAMILIAR...
tracking img