Taylorismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1131 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO
Nome: Kelly da Custódia Feltrin RA: 101082 Habilitação: Relações Públicas

2º Semestre Matutino

Disciplina: Administração e Assessoria em Relações Públicas Professora: Carla Almeida

Síntese temática da relação entre o filme Tempos Modernos e o período do Taylorismo

Título: Operário X Indústria: Tempo é dinheiroO filme Tempos Modernos, é um clássico que foi encenado e dirigido por Charles Chaplin no ano de 1936. De uma maneira cômica e ao mesmo tempo direta, Chaplin retrata o furor causado pela Revolução Industrial. A invenção da máquina à vapor foi o primeiro passo para uma grande transformação que mais adiante se refletiria na vida do homem. Pouco tempo antes, um homem conhecido por Taylor,desenvolveu estudos baseados nas fábricas da época, visando melhorar o processo de administração. Ele acreditava que por meio da racionalização do trabalho, as organizações poderiam alcançar melhores resultados com o máximo de eficiência. Depois de uma longa análise, identificou que as fábricas apresentavam problemas. E em cima deles, desenvolveu técnicas que proporcionariam benefícios ao empregador.É nessa fase que surge a ORT, Organização Racional do Trabalho, que procurava melhorar o processo de produção para que se produzisse mais e melhor em menos tempo. Dela pode-se destacar o ponto em que a execução das tarefas passa a ser no nível horizontal. Os indivíduos, agora, fabricam em série, ou seja, são interdependentes. Entre tantos outros pontos elaborados por Taylor, críticaspositivas e negativas surgem. E a que vale lembrar é a de que o funcionário deixa de ser importante. O que realmente importa, é produzir, independente do que isso possa causar ao indivíduo. O mesmo acaba enclausurado a uma rotina monótona, repetitiva e de abuso. Na sequência do período conhecido como taylorismo, surge um novo, o fordismo.

Esse novo período nasce com Henry Ford, precursor domodelo de produção de automóveis em massa, onde se procura aumentar a produção e eficiência para que se venda mais e consequentemente o preço do produto não seja alterado. Esse novo modo de produção é basicamente o que Taylor pregava, porém com algumas atualizações.

Tomando como base o princípio da produtividade de Ford e a idéia de Taylor, que o indivíduo que realiza repetidas vezes a suatarefa na linha de montagem, que automaticamente gera a divisão do trabalho, se torna especializado naquilo, iniciaremos as relações com o filme. Podemos conferir esse fato numa cena em que Chaplin e dois colegas de trabalho aparecem dispostos lado a lado realizando uma tarefa repetitiva, interdependente e opressiva, que reflete de maneira negativa no operário, tornando-o viciado e estressado com afunção.

Há um reforço dessa idéia no momento em que os funcionários, diariamente, são comparados a ovelhas, em que as mesmas, executam cotidianamente os mesmos movimentos e mesmas direções conforme os empregados demonstram quando aparecem saindo de uma estação e indo em grupos em direção à fábrica.

Prosseguindo com a idéia dos grupos saindo da estação, nota-se o aproveitamentomáximo dos funcionários, quando se vê, os mesmos chegando tão cedo e saindo tarde. Fato que para Taylor significava maior produção. Para fortalecer essa idéia, há a máquina que o presidente resolve testar, que seria responsável por alimentar e higienizar o operário enquanto o mesmo estivesse realizando sua função.

Na sequência, outro momento que podemos destrinchar uma comparação, se dáquando Chaplin começa a ficar atordoado e desanda totalmente a linha de montagem, realizando movimentos inúteis na execução da tarefa, conforme mencionado no estudo da fadiga humana. Outro ponto a se relacionar, segundo Taylor, quando ocorre algum imprevisto, o operário deve se reportar imediatamente a seu superior, sendo assim, um funcionário da linha de montagem ao ver o desequilíbrio de seu...
tracking img