Taylor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (253 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Taylor
As críticas ao sistema de Taylor podem ser resumidas em dois grupos:

- mecanização – que desestimula a iniciativa pessoal do operário, tornando-o “parte damáquina”, não considerando os seus aspectos psicossociais;

- esgotamento físico – resultado frequente da ânsia do operário em realizar mais do que o previsto, para aumentar o seupagamento;

Como consequência, este sistema tende a:

1. Especializar demasiadamente a produção do operário, tornando-o apêndice da máquina;

2. Destruir a iniciativa própria, ede algum modo o relacionamento interpessoal;

3. Atomizar o trabalho em demasia, minimizando as aptidões dos operários.

Taylor praticamente ‘’ forçava ‘’ os trabalhadoresa produzirem mais que o esperado, por meios de incentivo materias e salariais. Essa forma de conduzir de Taylor foi até uma boa administração para a época, ele conseguia ótimosresultados. Mas essa forma de crescimento nas empresas fazia que seus funcionários perdessem a capacidade de criar coisas novas, tornando o trabalho bastante repetitivo ecansativo.

Fayol
Criticas sobre a teoria clássica

• Obsessão pelo comando - Tendo como ótica a visão de empresa e a partir da gerenciaadministrativa, Fayol focou seus estudos na unidade de comando, autoridade e na responsabilidade. Em função disso, é visto como obedecer pelo comando.
• A empresa como sistema fechado - Apartir do momento em que o planejamento é defendido como sendo a pedra angular da gestão empresarial, é difícil imaginar qual a organização e vista como uma parte isolada doambiente.
• Manipulação dos trabalhadores - Bem como administração cientifica, fora tachada de tendenciosa, desenvolvendo princípios que buscavam explorar os trabalhadores.
tracking img