Tarefa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1550 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Brasil já está entre as nações mais violentas do mundo. São números atrelados a todas as formas de violência. Ultimamente, até os promotores da Segurança estão sendo atingidos pela onda de medo e insegurança. A população encontra-se atemorizada com a onda de terror que se instala em todos os lugares levando a camada mais privilegiada da população a adotarem certos comportamentos de defesa comose trancarem nos condomínios de alto luxo e na escolta particular. Enquanto que a camada menos privilegiada fica exposta ao lixo social que a polícia é ovacionada a recolher. Enquanto isso, as políticas públicas voltadas para a diminuição das assimetrias sociais são ineficazes, motivando investimentos na aparelhagem repressiva que em vez de atenuar eleva ainda mais os índices de violência ecriminalidade.
Como já fora mencionado anteriormente, a sociedade mudou e com ela os usos, os costumes e as leis. Hoje, o que a sociedade reconhece como crime pode ser perfeitamente justificável gerando um conflito entre a heteronomia dos valores sociais (pressão externa) e o aparelho policial X autonomia e vontade do sujeito (ética interior). Neste contexto, a violência deve ser avaliada em suamagnitude, levando em consideração variáveis sociais como: desestruturação familiar, desemprego, perda de valores morais e de civilidade, a corrupção (crimes de colarinho branco), dentre outras. Fazendo a transcendência das palavras de Roberto da Mata em sua obra Carnavais, Malandros e Heróis, fica difícil praticar a justiça em um país onde o ter ou não ter título, justificam a prática da ilicitude e daviolência por parte de alguns.
O que a população espera do Poder Público é a promoção de uma condição de vida digna, a qual eleva a auto-estima do ser humano. Vale destacar que o resgate dos valores éticos, respeito a dignidade humana e solidariedade pode significar um bom início. Do contrario, perpetua-se a barbárie onde a evolução da humanidade passa a significar o passaporte para o medo e opavor, para a supressão da liberdade tão desejada pelo ser social.
Diante do exposto, faz-se necessário dizer que o modelo mental incutido ao longo dos anos induz ao paradigma de que basta ser pobre para estar propenso a criminalidade. De acordo com as considerações já feitas, fica patente a relação direta entre as diferenças sociais e a violência. Contudo, não se pode atribuir a violência apenasa condição de pobreza do ser humano ou justificá-la com um caso de extrema necessidade. Se assim o fosse, não haveria dignidade e honestidade entre as pessoas de classes sociais minoritárias. O ser violento é motivado pela ausência de esperança e de perspectiva social. Assim, de nada adianta o exclusivo reaparelhamento das polícias se não houver distribuição equitativa dos recursos produtivos emreestruturação socioeconômica que venha a implementar políticas públicas efetivas de incentivo ao emprego, educação e qualidade de vida das pessoas – reduzindo quem sabe a barbárie entre os seres humanos.

Matou filha de 15 dias e cortou nariz e lábios à mulher
Um homem cortou as orelhas, o nariz e os lábios à mulher, por suspeitar que a esposa mantinha uma relação extraconjugal. No meio docastigo, em público, na cidade paquistanesa de Sanghara, acabou por ferir de morte a filha do casal, de15 dias. Maroo Bheel já maltratava psicologicamente a mulher, Lali, de 25 anos, há já algum tempo, mas foi esta terça-feira que enfureceu, decidindo levar mãe e filha para um local fora da cidade de Sanghar, no Paquistão. Cortou as orelhas, o nariz e os lábios à mulher, mas não agrediu diretamente afilha. A morte da bebe de 15 dias resultou dos golpes que sofreu enquanto a mãe era agredida, por se encontrar no seu colo. As autoridades paquistanesas montaram uma operação de busca para localizar o homem, que já foi acusado judicialmente.
Desafios do Sistema Penitenciário brasileiro
Um dos temas que vemos recorrentemente como pauta acerca de Direitos Humanos são os presídios e o atual...
tracking img