Tansagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1862 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL
CAMPUS LARANJEIRAS DO SUL










NEUTON MOREIRA








TANSAGEM


























LARANJEIRAS DO SUL – PR
2011
NEUTON MOREIRA




















TANSAGEM






Projeto de pesquisa apresentado à Universidade Federal da Fronteira Sul como parte dasexigências da disciplina de Plantas Medinais do curso de Agronomia com Ênfase em Agroecologia.

Orientador: Professor Gilmar Franzener










LARANJEIRAS DO SUL – PR
2011


SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO......................................................1
2. ORIGEM E HISTÓRICO.......................................2
3. ASPECTOSBOTÂNICOS....................................3
4. ASPECTOS AGRONÔMICOS..............................4
5. COLHEITA SECAGEM E ARMAZENAMENTO....5
6. PRINCIPIOS ATIVOS...........................................5
7. IMPORTÂNCIA TERAPÊUTICA...........................6
8. FORMAS DE USO...............................................6
9. ASPECTOS ECONÔMICOS................................7
10.CONSIDERAÇÕES FINAIS.................................7
REFERÊNCIAS




































1. INTRODUÇÃO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 80% da população mundial utiliza as Plantas Medicinais como principal recurso no atendimento básico de saúde. Incluem-se aí as populações que as usam in natura (por opção ou por serem a únicaalternativa disponível) e os sistemas de medicina que empregam plantas processadas em formulações medicamentosas, como a medicina chinesa e ayurvédica (tradicional indicana), movimentando um mercado de US$ 30 bilhões por ano. Além disso, os medicamentos fitoterápicos são reconhecidos oficialmente pela OMS como recurso terapêutico desde 1978, que recomenda com insistência aos países membros da ONU queutilizem seus conhecimentos tradicionais sobre plantas medicinais como recurso terapêutico viável. Esta estratégia está sintetizada no lema “Salvem plantas que salvam vidas”, demonstrando a importância da utilização deste recurso pela humanidade. O Brasil é considerado um dos países com maior diversidade vegetal, abrigando 55 mil espécies catalogadas. País igualmente rico em diversidade cultural,estima-se que 4 mil espécies vegetais sejam usadas com fins medicinais, resultado da observação e manejo da flora por povos tradicionais.(COLETTO, 2009).
Ao longo da evolução da espécie humana, houve grande acúmulo de conhecimentos sobre o uso das plantas utilizadas na alimentação e na saúde, incluindo medicinais, aromáticas e condimentares. Fatores de ordem econômica levaram a que fosse dada muitomais atenção às grandes culturas, delegando às plantas medicinais, aromáticas e condimentares a ocupação de um espaço secundário, nas propriedades, nas pesquisas, na literatura e noutras atividades. Nos últimos anos, entretanto, esta situação tem mudado, ainda que não na velocidade que seria desejada (COUTO, 2006). Segundo Couto (2006), fatores de ordem cultural, relacionados com o uso deagrobiodiversidade, ligados à saúde, com a revalorização do “natural”, mas também de ordem econômica, têm contribuído para esta mudança. O certo é que hoje já se destinam alguns esforços importantes para resgatar e aumentar o conhecimento sobre “plantas bioativas”.
A tanchagem (Plantago ssp, Plantago major), também conhecida como transagem, é uma planta vivaz, com um tufo de folhas grandes,longipecioladas, inteiras ou de bordos levemente ondulados, ovaladas, percorridas com nervuras curvilíneas. É citada em antigos escritos como uma planta que entrava no preparo da maioria dos remédios. Contém abundante mucilagem, potássio, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas, entre outros elementos constitutivos.

2. ORIGEM E HISTÓRICO

Originária da Europa, foi introduzida em diversas regiões do...
tracking img