Talvez sera agora que possa ver a merda do trabalho!!!!!!!!!!!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Biologia
1.Tema: Como pode testar-se a presença de bactérias em objectos que utilizamos frequentemente?
Capítulo I: Introdução
A actividade laboratorial tem como objectivo testar a presença de bactérias em objectos que utilizamos no nosso quotidiano. As bactérias são os seres vivos mais elementares a nível estrutural (unicelulares) e de menor tamanho. São procariontes, uma vez que não possuemmembrana nuclear, estando o seu material genético (DNA na forma de molécula circular) concentrado numa região denominada nucleóide. Muitas bactérias têm também pequenos anéis de DNA (plasmídeos) que contêm genes acessórios. Apesar de não possuírem organelos como mitocôndrias, plastos, retículo e complexo de Golgi, possuem ribossomas e todas as estruturas necessárias à realização de biossínteses etransformações energéticas, de maneira a garantirem a sua autonomia quanto à reprodução e obtenção de energia. Existem inúmeras espécies de bactérias e em grande abundância em nosso redor, sendo algumas benéficas ao ser humano e outras, pelo contrário, causadoras de doenças (patogénicas) que podem comprometer a vida deste. É de salientar a importância da cultura de bactérias, especialmente paraproveito do ser humano (como é o caso da cultura da bactéria E. coli modificada para a produção de insulina). Nesta actividade laboratorial, vai realizar-se a cultura de bactérias, ou seja, promover o crescimento de colónias destes seres vivos de forma induzida pelo Homem para facilitar o seu estudo. Para isso é necessário inocular (introduzir artificialmente microorganismos num meio específico),com um objecto de uso corrente, um meio de cultura (substância que permitirá a nutrição, crescimento e a multiplicação dos microorganismos). Para além disso, procedeu-se ainda à inoculação do meio de cultura com alguns alimentos.
Capítulo II: Resultados
Caixa de Petri__________Ser vivo encontrado | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |
Bactérias | X | X | X | X | X | X | X | X | X* |
Fungos || X | | | | | | | |

Capítulo III: Discussão e Conclusão

Após a realização desta actividade laboratorial confirmou-se que, realmente, as bactérias estão presentes em tudo o que nos rodeia. De acordo com os resultados obtidos, verifica-se que todos os objectos e alimentos utilizados na inoculação do meio de cultura possuíam colónias de bactérias.Estas colónias, apesar de serem gruposde indivíduos de dimensões extremamente reduzidas, são claramente visíveis a olho nu, uma vez que são constituídas por um grande número de bactérias. É ainda de realçar que, em boas condições ambientais (como é o caso da actividade realizada, uma vez que foi fornecido um meio de cultura), estes seres vivos reproduzem-se muito rapidamente, podendo ocorrer uma divisão em cada 20-25 minutos.Foipossível observar colónias que possuíam cores variadas (principalmente tons amarelos, laranjas e esverdeados), pelo qual se conclui que se tratavam de espécies de bactérias diferentes. A existência de fungos em algumas caixas de Petri deve-se ao facto de este grupo de seres vivos existir em grande quantidade e contaminarem facilmente um meio de cultura como aquele em que foi realizada a actividadeexperimental (graças aos seus esporos). Normalmente, quando são realizadas inoculações, utiliza-se um anti-fúngico para impedir o aparecimento destes fungos, mas como a nossa cultura é de tamanho reduzido não se justificava fazer este tipo de tratamento. A caixa de Petri nº 9 serviu como controlo dos resultados da actividade, uma vez que não se procedeu à inoculação do meio de cultura presente nestacaixa. No entanto, foi possível observar algumas colónias de bactérias no controlo, o que não é de admirar, uma vez que, para se tratar de um controlo realizado nas condições ideais, deveria ser executado num meio esterilizado de maneira a não ser contaminado pelas bactérias do meio envolvente ou até pela pessoa que procedeu à preparação do meio de cultura desta caixa de Petri. Por outro lado,...
tracking img