Taenia solium e saginata

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1060 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Taenia Solium e Saginata”
(Cisticercose)

* Taenia Solium -> Porco
* Taenia Saginata -> Boi

1. Características morfológicas
- Verme adulto:
* Escólex ou cabeça: Fixo na parede do intestino, apresenta 4 ventosas
*Solium: Possui um rostro armado, globoso.
*Saginata: Sem rostro, escólex quadrangular.

* Colo ou pescoço: Formam proglotes jovens
*Solium:Proglotes menores.

* Estróbilo ou corpo: Formado pela união das proglotes jovens (são mais curtos e início doa órgãos genitais), maduras (apresentão órgão genital masculino e feminino aptos para fecundar) e grávidas (apresenta útero cheio de ovos).
*Solium: Proglotes grávidas – Dendríticas
*Saginata: Proglotes grávidas – Dicotômicas
*O tegumento que recobre o corpo apresenta microtríquias,cuja função é a de absorver os nutrientes.

- Ovos
* Medem aproximadamente 30µm de diâmetro
* Casca protetora: Embrióforo
* Dentro do embrióforo, encontramos: Oncosfera ou embrião hexacanto com dupla membrana.
* Três pares de acúleos

- Cisticerco

* Cysticercus cellulosae (larva da Taenia solium) é constituída: Escólex com 4 ventosas, colo e uma vesícula membranosacontendo um líquido no seu interior.
* Cysticercus bovis (larva da Taenia saginata) é constituída da mesma forma que a cellulosae, diferindo apenas pela ausência do “rostelo”
* Estas larvas podem atingir até 12mm de comprimento.
*Podemos encontrar cisticercos no coração, músculos mastigadores e respiratórios e cérebro levam a crer que sejam capazes de produzir sintomatologia, no homem,em geral e a neurocisticercose ou a cisticercose ocular.
As principais diferenças entre a T. solium e a T. saginata
| Taenia solium | Taenia saginata |
Escólex | GlobosoCom rostroCom dupla fileira de acúleos | QuadrangularSem rostroSem acúleos |
Proglotes | Ramificações uterinas pouco numerosas, de tipo dendríticoSaem passivamente com as fezes | Ramificações uterinas muito numerosas,de tipo dicotômicoSaem ativamente no intervalo das defecações |
Cysticercus | C. cellulosaeApresenta acúleos | C. bovisNão apresenta acúleos |
Cisticercose humana | Possível | Não comprovada |
Ovos | Indistinguíveis | Indistinguíveis |

2.Transmissão

* Taenis saginata: O homem adquire ingerindo carne bovina crua ou mal cozida infectada pelo Cysticercus bovis.
* Taenia solium: Ohomem adquire ingerindo carne suína crua e mal cozida infectada pelo Cysticercus cellulosae.
* Cisticercose Humana: É adiquirida pela ingestão acidental de ovos viáveis da Taenia solium.

- Entre os métodos de infecção do homem pelos ovos da Taenia solium:
* Auto-infecção externa: O homem elimina proglotes e com elas os ovos de sua própria femia (Dendríticas) que saem passivamente comas fezes e são levadas a boca pelas mãos contaminadas.
* Auto-infecção interna: Durante vômitos ou movimentos retroperistálticos do intestino, as proglotes da Taenia solium poderiam ir até o estômago e depois voltariam ao intestino delgado liberando as ancosferas (embrião - ovo).
* Heteroinfecção: O homem ingere, juntamente com os alimentos contaminados, os ovos da Taenia salium de outrapessoa infectada.

3. Ciclo Biológico

O homem parasitado elimina as proglotes grávidas, cheia de ovos, para o meio exterior. As proglotes podem se romper dentro do intestino, e os ovos serem eliminados nas fezes ou a proglote se rompe no meio externo, liberando os ovos no solo.
Um hospedeiro intermediário próprio ingere os ovos (suíno – T. solium; bovino – T. saginata). Ao ingerir essesovos, chega ao estomago, onde os embrióforos (casca do ovo) sofrem a ação da pepsina, que atua sobre a substância de quitina.
Chegando ao intestino, as oncosferas sofrem a ação dos sais biliares, que vão se liberar do embrióforo, e se movimentar, onde penetram com o auxílio dos acúleos.
Penetram nas vênulas, atingem as veias linfáticas e mesentéricas. Atingem a corrente circulatória, sendo...
tracking img