Tabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 296 (73792 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A NATUREZA DO SERVIÇO SOCIAL
Um ensaio sobre sua gênese, a “especificidade” e sua reprodução

Conselho Editorial da área de Serviço Social
Ademir Alves da Silva Dilséa Adeodata Bonetti Elaine Rossetti Behring Maria Lúcia Carvalho da Silva Maria Lúcia Silva Barroco

Carlos Montaño

A NATUREZA DO SERVIÇO SOCIAL
Um ensaio sobre sua gênese, a “especificidade” e sua reprodução

ANATUREZA DO SERVIÇO SOCIAL: Um ensaio sobre a gênese, a “especificidade” e sua reprodução Carlos Montaño Capa: Estúdio Graal Preparação de originais: Ana Maria Barbosa Revisão: Maria de Lourdes de Almeida Composição: Dany Editora Ltda. Assessoria editorial: Elisabete Borgianni Assistente bilíngüe: Priscila F. Augusto Coordenação editorial: Danilo A. Q. Morales

Nenhuma parte desta obra pode serreproduzida ou duplicada sem autorização expressa do autor e do editor. © 2007 by Autor Direitos para esta edição CORTEZ EDITORA Rua Monte Alegre, 1074 — Perdizes 05014-001 — São Paulo-SP Tel.: (11) 3864-0111 Fax: (11) 3864-4290 E-mail: cortez@cortezeditora.com.br www.cortezeditora.com.br Impresso no Brasil — outubro de 2007

Dedico a Luana

7

Sumário
Prefácio (Maria Carmelita Yazbek)........................................................... Apresentação ............................................................................................
CAPÍTULO I

9 13 17 19 54

— A natureza do Serviço Social na sua gênese ...................

1. A gênese do Serviço Social. Duas teses sobre natureza profissional...................................................................................... 2. A legitimidade tensionada dos assistentes sociais..................... 3. As políticas sociais e o Serviço Social. Instrumento de reversão ou manutenção das desigualdades? (Alejandra Pastorini) .....................................................................
CAPÍTULO II

69

— A reprodução da natureza e legitimidade do Serviço Social.............................................................................................. 1. O caráter de subalternidade do Serviço Social ............................ 2. Em busca da “especificidade” prometida. O endogenismo do Serviço Social .................................................................................. 3. O “praticismo” profissional. Uma crítica à análise da relação teoria/prática no Serviço Social.................................... 4. O assistente social, os “campos tradicionais” e as novas demandas sociais ...........................................................................

93 97 118 161 194 201 217

Conclusões gerais .................................................................................... Bibliografia................................................................................................

9

Prefácio
Este livro, mais uma contribuição da fecunda trajetória intelectual de Carlos Montaño, no âmbito do Serviço Social brasileiro, tem como objeto uma aguda análise dos fundamentos da profissão, a partir de suas origens no continente latino-americano. Sem dúvida, enfrentar a questão da natureza e da gênese do Serviço Social, problematizando sua“especificidade” e seu processo de reprodução no contexto da expansão capitalista na América Latina é um desafio que o autor enfrenta com competência, desvendando para o leitor as principais tendências explicativas acerca desses processos históricos nas últimas três décadas. Como sabemos, as tendências de análise, as explicações e interpretações que o Serviço Social vai construindo acerca de suas origens edesenvolvimento social, não se configuram como homogêneas e são permeadas por diversas clivagens, tensões e confrontos. Isso porque a compreensão teórico metodológica da realidade, fundada no acervo intelectual que se constituiu a partir das principais matrizes do pensamento social e de suas expressões nos diferentes campos do conhecimento humano não é um processo “neutro”. Ao contrário, é...
tracking img