Tabagismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL
ULBRA CARAZINHO
COMUNIDADE LUTERANA SÃO PAULO
Reconhecida pela Portaria Ministerial nº681 de 07/12/89 – D.O.U de 11/12/89
CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

ABEGAHIR MARTINS DA SILVA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I (TCC I)

Carazinho
2007

ABEGAHIR MARTINS DA SILVA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I

PROFESSORA: FABIANA GUIMARÃES

Carazinho
2007TCC I

TEMA.

Política nacional de saúde após a Constituição Federal de 1988.

Delimitação do tema.

A prevenção as doenças causadas pelo fumo como parte da política de saúde.

Justificativa.

Este trabalho justifica-se pela necessidade de dar visibilidade da atuação do Assistente Social na Política de Saúde Pública, enfocando a saúde como direito,a prevenção como resultado para melhorar a qualidade de vida, sabe-se que qualidade de vida depende de alimentação, habitação, cultura, e prevenção, não esta relacionada somente na Política de Saúde Pública depende de vários fatores que influenciam na vida do sujeito. Podemos citar o tabagismo como doença e que precisa de um atendimento especializado, de acordo com a Organização Mundial daSaúde como doença incluída no grupo de transtornos mentais. Assim foi regulamentado o atendimento aos usuários do tabaco na Portaria nº. 1035/GM de 31 de maio de 2004, estabelece que os dependentes da nicotina tenham direito ao atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Sendo que o usuário que necessitar de exames para auxilio de diagnostico e ou de atendimento especializado deve seguir o mesmofluxo dos demais usuários da unidade de saúde. Portanto todos os usuários do SUS têm o direito ao atendimento médico no momento que desejar suspender o uso do tabaco.
A chance de estas pessoas virem a sofrer de alguma doença grave aumenta a cada dia e a cada cigarro fumado. Parar de fumar é a medida mais eficaz e inteligente que a pessoa pode tomar para melhorar a sua saúde e de todos queconvivem com elas, principalmente familiares, vítimas do fumo passivo, tão nocivo e perigoso quanto o fumo direto. Assim valendo-se do direito de proteção e prevenção a saúde do cidadão procurou-se realizar um trabalho de combate ao tabagismo no município de São José das Missões.
Justificando assim o trabalho realizado com um grupo de pessoas que desejaram abandonar a dependência da nicotinabuscando melhor qualidade de vida, desta forma o profissional do Serviço Social intervem no sentido de possibilitar o acesso ao atendimento, a informação, o fortalecimento para que o usuário reconheça as conseqüências do uso do tabaco e tenha a oportunidade de livrar-se da dependência, respeitando sua liberdade para exercer a autonomia de decidir quando e como parar de fumar.

1 POLITICANACIONAL DE SAÚDE.

1. Movimentos Sociais para a reforma da Saúde.

Neste campo serão apresentados os movimentos sociais para a reforma sanitária, inserida no movimento de redemocratização do país e que teve na VIII Conferência Nacional de Saúde (1986) em que o posicionamento para o estabelecimento das grandes diretrizes para a reorganização do sistema de saúde no Brasil. Desse modo, asaúde teve um expressivo reconhecimento na nova Constituição Federal, promulgada em outubro de 1988. O Movimento Sanitário pressionou pela realização da IX Conferência Nacional de Saúde realizada no período de 9 a 14 de agosto de 1992 tendo como tema central "Saúde: a Municipalização é o Caminho", explicitando a o poder de articulação pelos defensores do SUS e de seu processo de descentralização nagestão dos serviços e ações de saúde.

2. Regulamentação do sistema Único de Saúde.

Neste momento será relacionado o artigo 196 da Constituição Federal complementado pelo artigo 201 da mesma lei; onde o primeiro institui a saúde como direito de todo e o segundo prevê a sua organização na sociedade. Desta forma o Art. 201, estabelece a saúde como parte da previdência social, que é...
tracking img